15/07/2019

O Mascarado - Cacá Araújo


Título: O Mascarado                                                                                     Compre aqui: Amazon
Ano: 2018                                                                                                            Autora: Cacá Araújo
Páginas: 476                                                                                                      Skoob

Sinopse: Um trágico acidente pode mudar uma vida. E foi exatamente assim que a vida de Antônio Marques mudou completamente. Aos trinta e três anos foi o único sobrevivente do acidente que tirou a vida de seus pais, sua única família. E desde então, amargurado, não consegue reencontrar sentido para viver. Com cicatrizes que o fará lembrar do fatídico dia para sempre, Antônio revive a experiência traumática toda vez que se olha no espelho. Por isso, prefere evitar. Heloísa Moreira, uma jovem enfermeira entra em sua vida para ajudar com os cuidados que se fazem necessários. Porém cansada das ignorâncias do patrão, anseia por abandonar o emprego todos os dias, mas seu nobre coração faz com que ela permaneça. Antônio, um homem que perdeu tudo. Heloísa, uma mulher que não tem nada a perder. O que o destino reservará para pessoas tão distintas?

03/07/2019

Autografia l Filha do Ódio


Oii, gente, tudo bem?
Hoje é dia de conhecer o novo lançamento da Autografia, fiquei encantada com essa capa.
Venha saber tudinho!

02/07/2019

Autografia l Arma Humana


Oiii, gente, tudo bem?
Hoje é dia de trazer a novidade de lançamento da Autografia! Estou apaixonada pela edição.

01/07/2019

Editora Astral Cultural l Lançamentos de Julho


Olá, tudo bem?
Hoje venho trazer os lançamentos de Julho da Astral Cultural, venham conferir tudinho!

24/06/2019

O Amor mora ao lado – Debbie Macomber


Título: O amor mora ao lado                                                Editora: Novo Conceito
Ano: 2013                                                                                       Compre aqui: Loja Novo Conceito
Páginas: 160                                                                                  Skoob
Autora: Debbie Macomber
Exemplar de sorteio.

Sinopse: Lacey Lancaster sempre quis ser esposa e mãe. No entanto, depois de um divórcio bastante doloroso, ela decide que é hora de dar um tempo em seus sonhos e seguir sozinha mesmo. Mas não tão sozinha: sua gatinha abissínia, Cléo, torna-se sua companhia de todas as horas. Até é uma vida boa — um pouco aguada, é verdade — a de Lacey. A não ser por seu escandaloso vizinho, Jack Walker.
Quando Jack não está discutindo, sempre em voz muito alta, com sua namorada — com quem insiste em morar junto — está perseguindo seu gato, chamado Cão, pelos corredores do prédio. E Cão está determinado a conseguir que a gatinha Cléo sucumba aos seus avanços felinos. Jack e Cão são realmente muito irritantes.
Mas acontece que a primeira impressão nem sempre é a que fica...

18/06/2019

Poemas para metrônomo e vento – Roseana Murray


Título: Poemas para metrônomo e vento                               Compre aqui: Loja Penalux
Ano: 2018                                                                                                  Autora: Roseane Murray
Páginas: 110                                                                                            Skoob
Editora: Penalux
Exemplar cedido pela editora.

Sinopse: Metrônomo é um instrumento que marca o ritmo das músicas, o seu funcionamento é construído para dar suporte a mensuração da passagem do tempo, assim, ele permite que a música flua com maior organizações e expressividade.Título muito bem contextualizado às características escritas da obra, nela, o tempo e a música se misturam metaforicamente feito metrônomo, marcando o ritmo do cotidiano, as coisas observáveis e corriqueiras como o nascimento da aurora, as borras de café, o quarto vazio, os sentimentos fugazes se perdem feito “poeira cósmica” entre “lenços e relógios”, entre uma rotina inevitável que se faz percebível somente pela decorrer do tempo. A autora enfatiza, em sua obra, o cotidiano que está em todas as coisas, na luz que vem do sol, no cheiro da mata, em um café, no fogo. Estas manifestações físicas, de corpos e sabores, só podem ser percebidas devido a íntima relação do tempo com os seres humanos, os quais, por sua vez, encontram expressividade para as suas existências, devido a noção de passado, presente e futuro.  Existe uma busca transcendental que motiva a jornada das pessoas, mesmo aquelas que não sabem bem onde querem chegar, é um impulsionamento que vem das memórias e lembranças, de uma existência formada e significada por um cotidiano, que é moldado pela sublimidade do tempo, o qual “tingi os corpos com dor e alegria”.

10/05/2019

Astral Cultural l Como ser um Supervilão nascido para ser bom


Oii, gente, tudo bem?
Hoje é dia de trazer o novo lançamento da Astral Cultural, fiquei apaixonada! Vamos conhecer?

07/03/2019

Autografia l Traços e Contornos


Oiii, gente, tudo bem?
Hoje é dia de trazer a novidade de lançamento da Autografia! Estou apaixonada pela edição.

05/03/2019

Autografia l Letargia: O Despertar


Oiii, gente, tudo bem?
Hoje é dia de trazer a incrível novidade para vocês! O novo livro da autora Valéria Magalhães!

03/03/2019

fellis - Daniel Osiecki


Título: fellis                                                                                    Editora: Penalux
Ano: 2018                                                                                       Autor: Daniel Osiecki
Páginas: 84                                                                                    Compre aqui: Loja Editora Penalux
Exemplar cedido pela editora.

Sinopse: Logo na abertura da sua obra Daniel Osieck versa em metalinguagem, explicitando o porque da vinda dos seus posteriores poemas. Para ele, a linguagem, apresentada por meio de aliterações, vem para que se cumpra a vontade do poeta, algumas vezes aparece como desforro, como fúria, outras vezes como realização de desejos, vem como vem, para o que tiver de dizer, conforme a vontade do eu-lírico.
Esta poesia que se forma com a vontade do poeta, algumas vezes narra a história de personagens, fazendo para isto uma aproximação com a prosa, em “Narciso das Araucárias”, o leitor é apresentado a um ser protagonista que está enfeitiçado por sua própria aparência, as estrofes que se seguem, feito minúsculos capítulos, apresentam-se como se fossem cenas, a guardar em cada estrofe-capítulo, um desfecho para a narrativa.
O autor consagra a liberdade de se expressar, independente da lírica, como uma necessidade de paz por meio do descarrego das palavras, o caos, é consagrado como poesia, é exposto como algo convidativo, que precisa ser sondado. Quando o autor baila com a negridão do coração, o faz com grande desejo, vontade de se consumir pelas palavras. Na poesia “Coração Escuro”, o poeta celebra este coração machucado e aflito, consagrando a violência dos sentidos a uma voracidade de um almejar por destruição, por uma antropofagia que lhe coma, lhe cuspa, lhe permita consumir-se entre tamanha ferocidade de emoções.
"Em canastra canhestra”, o blefe, a mentira, a vontade de matar, de violentar, ganham palco, embora,  para que se tornem conhecidos precisem passar surgidas no contexto  de um jogo de cartas, desta  mesma forma a poesia também permite a expressão de sentimentos, mesmo os sórdidos, mas que enquanto naturais ao humano, não são pelas letras julgados, mas sim trabalhados de forma mais verossímil, transmutando raiva, ódio e tristeza em beleza.  
Nome do blog | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2016 | POR:
NOS VISITEVIRANDO AMOR