15/04/2016

[Resenha] Segundo a Lei da Arma - José Casado Alberto

Título: Segundo a Lei da Arma
Ano: 2015
Páginas: 206
Autor: José Casado Alberto
Editora: Chiado Editora
Comprei aqui: Chiado Editora
Skoob














Sinopse: O Corvo sobrevoava o deserto do Novo México. Atraído pelo chamamento do sangue, chegou a uma solitária montanha pintada em tons alaranjados. Abaixo, três figuras: um fora da lei, um ranger e um caçador de recompensas— três representantes do melhor e do pior que a espécie humana tem para oferecer— dançavam uma dança tão antiga como a própria existência: a dança da morte.
Texas Red. Filho perdido do povo Navajo e criminoso sanguinário, produto das tragédias que assolaram o seu povo.
Olhos-Azuis. Personificação estóica do velho oeste e da ideia de que as leis apenas existem porque homens poderosos asseguram a sua existência.
Forasteiro de Negro. Sádico e desprovido de quaisquer escrúpulos. Ele cospe na face das leis da sociedade e obedece apenas ao seu depravado e rígido código moral.
No final do dia, estes três homens demonstrarão que quando o homem despe as ilusões efémeras da sociedade apenas uma lei sobrevive— A Lei da Arma.

Oiii gente, tudo bem com vocês?
Preciso dizer e demonstrar minha felicidade, aqui no Sul começou a refrescar e o tempo está agradável, com muitos cobertores, chás e cafés, depende como preferem!

Segundo a Lei da Arma é um livro que recebi em parceria com a Chiado Editora, o autor entrou em contato e pediu que eu lesse, claro que não iria negar. Vocês sabem como eu sou, tenho um coração tanto grande, e posso dizer que fiquei muito feliz por saber da existência da obra e ter essa oportunidade de realizar a leitura.

Quando a obra chegou aqui em casa fiquei muito feliz pela rapidez que foi o envio e o capricho da edição, que logo irei mostrar em fotos para vocês.


Em um lugar distante,  em um deserto estava John Redding, mas conhecido e temido como Texas Red, estava conhecendo a tal cidade e se habituando tendo suas segundas intenções que até no momento ninguém sabia ao certo, apenas seus cúmplices, que o estavam incentivando e o ajudando no que fosse necessário.
"O som melódico do banjo estranhou-se no silêncio constrangedor que se alastrava pelo resto da sola. As cordas ora choravam, ora riam, capazes de mover as almas dos homens que lhe davam ouvidos." Pág. 20


Já em Arizona se encontrava o famoso Olhos – Azuis, um homem forte e sério, estava viajando a negócios e a cada passo dado era uma decisão tomada e uma sinceridade solta na ponta da língua, não sabia medir as palavras que usava em cada situação, mesmo sem conhecer a outra pessoa, falava o que vinha a sua cabeça, sem se importar.
"Por muito malvado qu' um homem tente ser, a ideia de enfrentar chumbo quente nunca deixa de ser desagradável." Pág. 72
Com o aparecimento do Forasteiro, um homem sério também, porém era irônico em algumas situações diante do que a vida lhe surpreendia, era outro que não media as palavras que usava. As pessoas tinham medo da figura do homem, não conseguiam encará-lo, por possuir um semblante não muito agradável.


Olhos – Azuis e o Forasteiro possuem a mesma missão, o mesmo desejo de realmente fazer justiça com as próprias mãos, indiferente de qual seria o resultado, os prejudicando ou não. Querem apenas acabar com este mal que os percebe a um tempo.
"Ai és? Eu pensava que os bons rapazes eram honestos com os amigos. E nós somos amigos, não somos?" Pág. 161
Estes três homens se encontram sendo os piores para querer fazer justiça com as próprias mãos, os piores tipos de sujeitos a serem enfrentados e mantidos por perto. Não possuem escrúpulos nenhum e acreditam que burlar a lei é a melhor decisão a ser tomada. Com este jeito maroto que cada um possui, conhecem o verdadeiro sentido do que seria “A Lei da Arma”, sendo da pior maneira possível.
"Como se fosse alvo de inspiração divina, recordou querer o nome, quer a letra, da música que ele nos murmúrios: Amazing Grace." Pág. 190
Olhos – Azuis e o Forasteiro Negro ficam perseguindo Texas Red, querendo realmente tirar a sua vida, pela quantidade de mal que ele já fez para diversas pessoas que o conhecem, sendo um ladrão de ouro, e fazendo as vítimas sofrerem sem ao menos merecer.


Acredito que este livro tenha muito a ver com as resenhas que já postei aqui recentemente, referente ao velho oeste, por passar em uma época onde existia Saloon.
A leitura foi bem rápida, encerra-se a obra em uma tarde, pois a escrita do José é maravilhosa, compreensível e posso afirmar que ri muito em algumas ironias que foram utilizadas e as cenas que o autor escreveu.

Indicaria este livro para todos que gostam de bastante ação durante a obra, e uma história que não tenha enrolação e quem nem seja cansativa.

Sobre o autor: 

Nasceu em 11 de novembro de 1990, foi criado nas margens da ria de Aveiro, local aonde ainda reside atualmente. Desde cedo mostrou interesse pela arte do contador de histórias, desde o romance ao documento histórico, passando pelo filme, série.
Em meados de 2014, começou a formular a base daquele que se viria a converter no seu trabalho inaugural “Segundo a Lei da Arma” ao ouvir a música Big Iron da banda sonora de um do seu vídeo games favoritos.
Atualmente, estuda Biotecnologia na Universidade de Aveiro.



Espero que tenham gostado da resenha escolhida da semana!
Até a próxima!

37 comentários:

  1. Adoro livros sem enrolação e gostei bastante da sua resenha e premissa do livro, ou seja, pretendo pesquisar ele depois e quem sabe comprar.

    ResponderExcluir
  2. Ainda não conhecia esse livro, e apesar de não ser um gênero que estou acostumada a ler, sua resenha me deixou bem instigada e quando tiver a oportunidade, quero ler sim.
    Beijos

    blog-myselfhere.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá,

    Gostei muito da premissa do livro. Nunca li nada parecido e isso só aumentou a minha curiosidade. A trama também parece manter um suspense e acho que eu ficaria vidrada na história. Com certeza está na minha lista de leituras.

    Abraços
    colecoes-literarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oie, tudo bem? Gostei bastante da sua resenha, bem completa e com ótimas informações sobre o livro, mas não gostei muito da premissa (acho que pelo gênero) sei lá.

    ResponderExcluir
  5. Ooi
    Não conhecia o livro e nem o autor. Não é o gênero que leio e gosto, mas arriscaria sair da zona de conforto pois esse parece ser bem legal.
    Beijoos!
    www.estantemineira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi oi!
    Antes de tudo, que capa linda, amei <3
    Ainda não conhecia o livro e gostei de conhecer, a premissa é bem legal e sua resenha me deixou curiosa.
    Bom saber que o livro tem bastante ação e que não é uma história cansativa e etcs.
    Espero poder ler em breve! Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Ola Morgana confesso que faz um bom tempo que não leio um livro com esse cenário, gostei da premissa e estou curiosa com os homens que tem algo em comum. A capa está bonita não conhecia o livro e sua resenha me convidou a leitura. Dica anotada. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  8. Morgana, a pegada do livro não faz muito meu estilo.
    Não gosto de muita ação e nem de uma pega velho oeste, mas talvez desse uma chance.
    Fiquei encantada com o corvo.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  9. ah, tu sabe que eu curto a temática, acredito que iria gostar de ler Segundo a lei da arma... *-*
    a capa está linda, e como gosto do trabalho de diagramação da Chiado, acredito que a leitura iria me divertir e satisfazer... anotei a sugestão pra quando eu for fazer pedido à editora... ^^
    bjs...

    ResponderExcluir
  10. Oi Morgana, que capa linda!
    Quero muito ler livros do Velho Oeste, e a indicação está mais que anotada, vou pesquisar mais sobre o livro.
    Parabéns pela resenha.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  11. Curti bastante a premissa da obra, me deixou interessada, sabe? Amei que tu trouxe bastante info sobre, valeu! \o\
    Beijão, Min - www.yasminbueno.com

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem?
    Inveja de vc, aqui esta muito calor ainda (Campinas).
    A premissa do livro é muito boa, e saber que a leitura é rápida me deixou com mais vontade de ler o livro.
    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Oi, Morgana!
    Primeira resenha que leio do livro e sua resenha está ótima, mas não é muito o estilo que leitura que eu gosto. Se tiver oportunidade talvez eu dê uma chance a leitura.

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Não conhecia a obra, mas desde já digo que ela me atraiu demais. A capa é um atrativo a parte, linda e misteriosa. Mas, ao ler sua resenha, percebi que se tratava de um tesouro!
    Já adicionei na minha lista de desejados.
    Abs
    Ni
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  15. Adoro histórias diretas, e amei o plot dessa. Conheço a editora, mas não conhecia nem a obra nem o autor. Mas adorei a dica.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
  16. Oi Morgana, sua linda, tudo bem?
    Maldade a sua falar de frio quando estou aqui derretendo, risos... Acho que nunca li nenhum livro com o cenário do velho oeste, só vi filmes que retrataram a ápoca. Não sei o livro faz meu estilo, mas deixarei a dica anotada, pois gostei da sua resenha.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Olá, eu não conhecia o livro e nem o autor e pela sua resenha parece ser um livro bem legal e mesmo não sendo o meu tipo de leitura vou anotar a dica e quem sabe lê-lo em breve *-*

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  18. Oi Morg, não conhecia esse livro e achei super interessante. Sua resenha ficou show! Parabéns :)

    Gostei bastante do enredo e já vou anotar a dica!

    Abraços
    Literaleitura

    ResponderExcluir
  19. Oi, linda!!! Não conhecia esse livro, mas fiquei bem curiosa!!! Acho que vou aproveitar a parceria com a Chiado e pedir ele também rsrsrsrsrs
    Adorei sua resenha!!

    Bjs
    www.livrosdabeta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. Olá!

    Ainda não conhecia esse livro. Gostei bastante do enredo dele e a capa chama bastante atenção. Acho que vou colocar esse livro na lista de livros que quero ler da Chiado.

    Beijinhos!
    Cantinho Cult

    ResponderExcluir
  21. Foram poucos os livros que li do gênero e os que li me agradaram, por isso o livro me interessou. A Chiado não é uma editora que eu acompanho muito, mas vira e mexe ela me aparece com uma novidade que me abre os olhos.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  22. Oii,

    Que capa bonita desse livro, e a diagramação parece ser ótima.
    Fiquei interessada na história, pois ainda não li nada com esse tema de velho oeste.

    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Oiiii,
    Muito legal conhecer essa obra. Parabéns pela resenha!
    beijoss

    ResponderExcluir
  24. Sempre olho meio torto para livros que se passam no velho oeste, mas quando pego para ler me surpreendo. Esse aí que tem ação e partes engraçadas, já vi que é um dos que me surpreenderia.

    Adorei a resenha. Bem completa!

    Beijos, Thay.
    http://www.leitoranamoda.com

    ResponderExcluir
  25. Também recebi esse livro em parceria com a editora e ao começar a leitura me lembrei de você! Sabia que você adora livros com essa ambientação no Velho-Oeste e fiquei surpresa e feliz por ver que também teve a oportunidade de ler essa obra! Adorei a resenha! Bjss

    Leitora Compulsiva
    http://olhoscastanhostambemtemoseufascinio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Olá, não conhecia essa livro, mas até que achei a premissa interessante sim, pelo menos para que curte essa ambientação. Não sei se seria algo do meu interesse, mas é porque li poucos livros desse gênero, então realmente, não saberia opinar. Se tiver a oportunidade de ler, pode ser que me surpreenda bastante.
    Beijos, Fer ♥

    ResponderExcluir
  27. Achei a capa bem chamativa e o marcador bem diferente :D
    Não conhecia ainda, mas não sou muito desse estilo de leitura. Interessante a história, mas não seria para mim mesmo :P

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  28. Oi tudo bem?
    Essa é a primeira vez que leio algo dessa editora, até então desconhecida para mim. O que chamou minha atenção foi esse lado justiceiro, ao mesmo que fiquei meio assim com isso deles fazerem o possível para conseguir justiça, pois não sou assim, então a primeira vista não é algo que eu faria. Quem curte livro de velho oeste é uma ótima pedida. Beijos.

    ResponderExcluir
  29. Olá, tudo bem?
    Achei a premissa desse livro bem interessante e diferente. Ele parece ter uma pegada mais sombria. No momento estou lendo livros mais leves, mas não descarto a ideia de ler Segundo a lei da arma no futuro.
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  30. Oi, achei a premissa até interessante, porém ela não funciona para mim, pois o desenrolar da historia, como você deixou claro na resenha não chamou a minha atenção, mas eu adorei a resenha e achei bem esclarecedora, e por ter uma pagada mais sombria, eu estou por agora lendo livros mais leves, então para mim, por enquanto o livro não funcionaria.
    bjus

    ResponderExcluir
  31. Oi Morgana!
    Definitivamente, não é o estilo de livro que me atrai. Ele tem uma proposta interessante, bem diferente do que estou acostumada a ler.
    Que bom que foi uma leitura rápida e que, de certa foma, vc curtiu a história.
    Preciso comentar: ameeei esse corvo marcador. *-* Que gracinha!!!! E tem super a ver com o livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  32. Que livro interessante, mas confesso que não faz muito minha praia. Essa coisa de antigamente, não é o que estou lendo por agora. Mas quem sabe um dia eu leia, ótima resenha!!!

    ResponderExcluir
  33. Oi! Não conhecia ainda e não sei se é meu tipo de livro, mas adorei que tem relação com saloons e velho oeste e ironia :) Dica anotada, preciso ler para concluir por mim haha E amei esse corvo de marcador!


    Beijos, Cass | www.livroseoutrascoisas.com.br

    ResponderExcluir
  34. Olá,
    Adorei a resenha e confesso que não curto muito o genêro (nunca li um tbm) e me arriscaria nesse, ou me arriscarei...quem sabe.
    Abraço,

    ResponderExcluir
  35. Não curto muito essa coisa de Velho Oeste, e isso de lei da arma também não me atraiu não... violência me incomoda e com isso de tentarem matar o outro sei lá o que pode acontecer... não sou fã disso de fazer justiça com as próprias mãos, não acho que seja leitura para mim.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  36. Olá! A Chiado é uma editora que tem me surpreendido pelas obras de seus autores tão bacanas, bem escritas e pela rapidez no envio.
    Quanto à história, fiquei aqui me deliciando com tanta aventura, ao ler sua resenha. Imagino que a história seja super bem contada, como você disse, sem enrolação e que os três homens que fazem qualquer coisa em busca de seus objetivos, até burlar a lei, fazem com que a leitura seja fluida e rápida.
    Valeu a dica.
    Beijos.
    Karla Samira
    www.pacoteliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  37. Eu não lembro de ter lido nada com essa pegada velho oeste, por isso fiquei encantada com a obra. Adorei a premissa, e como nunca li nada parecido, com certeza vou querer fazer a leitura. A tua resenha ficou sensacional, e me deixou bastante ansiosa para ler.
    E o frio do sul já pode ir embora, odeio! :(
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir

Segredos Literários | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2016 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS