04/08/2016

Resenha l Doralice - Vanessa Teodoro Trajano


Título: Doralice                                                                                        Editora: Penalux
Ano: 2015                                                                                                   Compre aqui: Loja Penalux
Páginas: 210                                                                                              Skoob
Autora: Vanessa Teodoro Trajano

Sinopse: “Doralice” enreda a história de uma menina que queria fazer teatro, mas encontrou muitas limitações, geográficas, econômicas. O local onde morava era ermo, numa área de serras, “no sertão brabo, de cultura zero”, declara a autora. Fazer teatro era um sonho da menina desde a infância até a adolescência e a narrativa vai desvendando essa busca e esperança da personagem em conseguir realizar sua façanha. O livro trabalha temas sociais e se instaura em temáticas e palavras chave, como sessão testemunho; problemas de escola pública e cultura que não chega a determinados nichos, lugares onde a cultura erudita não chega; fanatismo religioso e complexo de Electra. Doralice e a mãe não se entendem. A força natural e o sonho de ser atriz, a menina carrega consigo desde cedo e persegue essa vontade e desejo de concretizar o feito.

Oiii gente, como estão?
Hoje trago a resenha de um livro que recebi em parceria com a Editora Penalux, me apaixonei por essa capa linda e maravilhosa e, não tive como resistir, senti que escondia algo precioso e que me faria amar a leitura. Podendo até me deixar emocionada só de saber da existência e não me arrependi, apenas me surpreendi.

O livro é escrito por Vanessa, vocês precisam conhecer ela! Muito querida e meiga, acompanhou toda a minha leitura e me incentivou, além disso, a obra retrata uma história fascinante que me deixou tão contente em ter a oportunidade de realizar a leitura. Querendo ou não, este ano estou tendo uma lista de livros favoritos e, Doralice não se escapou dessa.


Doralice era uma menina quieta, vamos se dizer, negada pelo mundo e pelos seus pais. O surgimento de seu nome não fora nada fácil, cada qual queria um, até que seu avô deu a ideia de um e a avó de outro, resolveram assim fazerem uma junção para agradar aos dois, que estavam contentes pela vinda da menina ao mundo.
Mas, nem sempre tudo fora assim, sua mãe Assunção, não a queria de todas as maneiras, de fato pela a menina não ter sido assumida pelo pai e nem se casar com ela, naquela época, menina que não tinha marido, mas tinha filho era mal falada e não prestava. Doralice, por si só não tinha culpa, mas sofrera mesmo assim, fora abandonada e seria criada pelos seus avós da maneira que pudesse. 

"Foi nesse ínterim que ela alimentou a primeira vontade de se evadir de casa. Amava aquele lugar e as coisas que existiam ali tal como elas eram: rotineiras, banais, mecânicas - ou até mesmo poéticas." Pág. 31

Doralice cresceu e se tornou alguém bem diferente de todas as meninas daquela época, as outras queriam saber de namorico e se encontrar com rapazes as escondidas. Dora não, ela queria ler seus livros, suas revistinhas e ajudar a avó, mesmo que isso as vezes era contra sua vontade, aliás era tudo que sempre tivera e queria ajuda-lá, pois D. Aparecida a cada dia se cansava mais, acreditava que não tinha mais idade para as coisas de jovens.


Com o tempo foi assim, a menina ainda não quisera saber de namorado e se encontrava bem em não ter ninguém. Não entendia o porquê de tanto as primas quererem um homem e, ela conseguia realizar as suas vontades da maneira que bem quisesse e podia ler tranquilamente suas revistinhas, no qual já sabia de cor e modificava as palavras, era apaixonada por livros e letras, suas formas a encantavam.
Fora crescendo de uma maneira tão simples que cada dia a avó se apaixonava pela menina, era seu chamego, as primas morriam de ciúme, mas Doralice não ligava, sabia que de certa forma era a favorita da avó e que isso não iria mudar, iria continuar da maneira até que algo pudesse acontecer e romper esse laço.

"Queria ir em busca de palavras novas, histórias que causassem comoção, pois os trechos dos livros de português muitas vezes eram insuficientes: na hora em que a leitura ia ficando boa, o parágrafo acabava e, em seguida, começava-se um exercício funcionando como uma espécie de colagem." Pág. 70

Houve um tempo que na cidade um circo estava de passagem, a fazer apresentações, e Doralice sentiu que seria a hora de ser livre, de encontrar algo que aperfeiçoasse e quem sabe até se tornaria alguém completa diante de tanta beleza que uma arte dessas poderia trazer, não resistiu e pediu a avó, D. Aparecida se empolgou e queria ir junto, mas o preconceito das outras meninas a levaram a desistir, aliás, diziam que ela não tinha mais idade.


Doralice foi ao evento e ficou deslumbrada ao ver tanta emoção e sentimento, era belo e trazia uma liberdade que sabia que nunca iria encontrar em nenhum lugar, ainda mais morando com a avó e suas primas, que querendo ou não a usavam e humilhava, só por ser e ter gostos diferentes de todas as outras. Ela nem ligava, fingia que não era com ela, mas de certa maneira isso a tocava, quando sozinha não sabia o que fazer e as vezes chorava quieta em seu canto para ninguém escutar e perguntar o porquê.

"Ela é sensível, isso já escancarei para você. Viver e esquecer não são virtudes peremptoriamente humanas, por isso somos tão apegados com a história: a nossa história e a história dos outros, mas isso talvez seja assunto para capítulo póstumo, já que essa história não acabou e decreto o seu fim numa distância de tempo suficiente para que se torne acontecida." Pág. 117

Aliás, Doralice era fechada, não conseguia nem contar os segredos e coisas que aconteciam na sua vida para a avó, imagina que as outras pessoas não se importavam e a maltratavam, coisa que com o tempo foi marcando e deixando-o fechada para o mundo.


Tivera um sonho em relação a ser livre, queria conseguir suas próprias coisas e enfrentar tudo da maneira que sempre quisera, queria ter a liberdade de se encontrar como mulher e viajar por todos os lugares que sempre sonhava, queria encontrar coisas além do que sempre presenciava. Queria ser livre e forte, mas algo inesperado aconteceu, será que seria o fim de tudo isso?

"Tão fácil morrer! Morrer é um redito de felicidade. Imagino que seja um eterno estado de inconsciência não como quem morre, mas com quem simplesmente não existe." Pág. 185

Muitos fatos aconteceram, mas não irei contar não é gente? Mas, posso dizer que o final será surpreendente, nunca pensaríamos que chegaria aquilo, será uma surpresa para você leitor como foi para mim.


Eu me apaixonei por cada palavra escrita pela autora na obra, entendi perfeitamente cada momento que Doralice teve e enfrentou na sua vida, em certos pontos até me identifiquei com ela. Essa obra foi maravilhosa e achei incrível da Vanessa ficar conversando com o leitor durante a leitura, isso me encanta de certa maneira.

A escrita da autora é maravilhosa, compreensível e cheia de amor, cada frase tem uma expressão e um porquê, que de certa maneira nos envolve, suas palavras são belas e simples, mas com um poder incrível. Em relação a edição, ela está linda, com desenhos e letras grandes, sendo uma leitura rápida.
Confesso que Doralice superou todas as minhas expectativas e leria várias vezes, gostaria que estivesse na estante de todos vocês.


Sobre a autora:
Vanessa Teodoro Trajano nasceu e reside em Teresina- PI. Além de escritora, é professora de Língua Portuguesa e artista plástica. Publicou, entre participações de antologias, duas obras individuais: Mulheres Incomuns (contos, 2012) e Poemas Proibidos (2014). Doralice é sua estreia no romance.

Espero que tenham gostado dessa resenha, até a próxima!!


48 comentários:

  1. Oi Morgs

    Adorei a resenha e também fiquei bem curiosa para ler este livro!
    Bjs

    www.maeliterartura.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, adorei a resenha e achei o livro bem interessante e fiquei curiosa para ler a historia , da Dora, ver sua jornada, que parece ser de superação, além de saber se ela realiza seus sonhos.
    bjus

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem?
    Interessante conhecer esse livro agora, a capa é mesmo muito bonita, apesar de singela. Parece ser uma história bem leve, mas ao mesmo tempo firme e emocionante sobre toda a jornada da Doralice, mas certamente não seria uma leitura para agora, em meio a tantas pendências. Mas um outro dia, quem sabe? Valeu a dica! Tão bom quando a gente se envolve e se surpreende com aquelas histórias que aparentam ser tão despretensiosas, né? ^_^
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional ♥

    ResponderExcluir
  4. Hey, tudo bem?
    Fiquei super interessada no livro e sua resenha foi muito legal. Adorei as fotos que colocou, ficaram lindas! Acho que ia gostar também do fato da autora conversar com nós, leitores, durante a história. Foi pra lista de leitura.
    Beijos | Literatura News

    ResponderExcluir
  5. Achei vem legal quando li isso dela querer fazer teatro na sinopse, mas na resenha você falou foi do circo, não consegui decidir se quero ler; fora que a sinopse fala também fanatismo religioso e não sei como foi abordado, poderia me irritar. Mas que bom que gostou tanto!

    ResponderExcluir
  6. É a primeira resenha que eu leio desse livro, nem o conhecia ainda, mas pela sua opinião parece ser o tipo de leitura que encanta o leitor e faz até mesmo nos identificarmos, como foi no seu caso. Gostei da premissa. Quero ler a obra!
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  7. Oi, Morgana. Tudo bem?

    Acho interessante isso de a autora abordar temas sociais sendo ele, principalmente, a questão do sertão. Parece ser um livro bastante poético e bonito mesmo, fiquei bastante curiosa com relação ao final e também me identifiquei com a Doralice que lia os textos dos livros de português e ficava frustrada que eles acabasse quando chegavam n melhor parte, também fazia isso quando criança.
    Valeu muito a indicação, não sabia da existência do livro e, a partir da leitura da resenha, pretendo um dia lê-lo. :)

    Um beijo!
    Crônica sem Eira
    Participe do Sorteio de 2 anos do Blog Livros: Hoje, Ontem e Sempre

    ResponderExcluir
  8. Helloo, tudo numa nice?!
    Eu nunca tinha visto ou ouvido falar do livro, mas conheço a editora. Eu não me senti empolgada pela premissa, mas eu achei triste saber que a mãe não queria a filha somente porque o pai não a queria. Que ridículo. E também achei triste a vida toda da menina. E acho que o livro quer trazer isso, uma mensagem de superação. Legal o livro ter desfecho surpreendente.
    Beijin...

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Não conhecia o livro, mas confesso que me encantei. Parece ser uma leitura intensa, emocionante e sensível.
    Com certeza entrou para minha listinha. Quero muito conhecer a história de Doralice.
    Ótima resenha.
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
  10. Olá! Achei super interessante a capa e a história do livro! De cara já achei bem legal a história do nome da personagem! Adoro livros com dramas familiares e assuntos polêmicos, então, acho que vou gostar muito desse. Se o final surpreende, mais um ponto para a autora. Vou procurar para ler.
    Beijos.
    Karla Samira
    www.pacoteliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi, parece ser uma leitura maravilhosa e fiquei até curiosa com a obra, apesar de parecer leve ela demonstra ter uma força que não esperamos, a capa está mesmo muito linda, mesmo sendo bem simples. Não pretendo ler tão já, mas fiquei curiosa

    ResponderExcluir
  12. ô, mulher... a leitura te empolgou bastante, ne?
    ^^
    fiquei com dó de Doralice ter passado por tanto perrengue na vida... mas pelo menos a avó a amava... de qualquer forma, não me senti inclinada a fazer essa leitura, talvez não seja o momento, mas quem sabe mais a frente...
    bjs :D

    ResponderExcluir
  13. Querida, estou mesmo precisando me surpreender com livros nacionais. Sinto que os desprezo muito e não gosto de ser assim não. Nesse momento eu estou "lendo" 4 livros e nenhum deles é nacional, um erro tremendo.
    Quero esta obra!
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Primeira vez que vejo falar deste livro e me interessei, parece muito legal a ideia do livro. Vou colocar na minha lista de leituras.

    ResponderExcluir
  15. Morgs, minha flor!
    Adorei sua Resenha. Já tinha lido uma coisa ou outra a respeito deste livro e seu post só aumentou minha curiosidade de leitura rsrsrsrsrs Preciso MUITO ler!!

    bjo.
    www.livrosdabeta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Parece ser uma história bastante comovente, fiquei com bastante pena da menina. Achei muito bonita a dedicação dela à sua avó. Gosto muito de histórias que conseguem me surpreender, e pelo que li em sua resenha, esse livro é surpreendente. Bacana a autora ter acompanhado a sua leitura. Ótima dica!

    Tatiana

    ResponderExcluir
  17. Oii Morg!!

    Amei a resenha! Fiquei curiosa com o livro, então: dica anotada :D

    Beijos!

    https://leelerblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  18. A capa é bem singela, a diagramação uma gracinha. Mas o livro não despertou a curiosidade. Desejo sucesso a autora e fico feliz que tenha gostado, infelizmente, ele não me chamou tanta atenção assim.

    Raissa Nantes

    ResponderExcluir
  19. Oi Morgana
    Tão bom quando um livro acaba sendo mais do que esperávamos e nos surpreende. Fico feliz pela leitura tão gostosa.
    Confesso que a obra em si não chamou muito minha atenção não. Conheço pouco só catálogo dessa editora. Mas gostei da Doralice, ela parece uma personagem muito forte. Gosto de personagens assim.

    Abraços
    David
    Territorio Geek Nerd

    ResponderExcluir
  20. Olá.
    Realmente a capa é bem linda e a história também parece ser bem interessante.
    Não conhecia. Ma já anotei.
    Bjs

    ResponderExcluir
  21. Olá,
    Desconhecia a obra e a impressão que tive é de ser bem envolvente e emocionante.
    Adorei a resenha e achei a capa do livro muito bonita.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Pelo visto a protagonista tem uma grande jornada de transformação e superação. Gosto de livros assim, por isso vou anotar sua dica, pois não conhecia o livro.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  23. Oie!!
    Nossa eu não conhecia esse livro, a capa é simplesmente encantadora e a história parece ser realmente muito interessante.
    É tão bom quando uma história encanta a gente dessa forma!!

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  24. Olá
    Gostei da premissa, parece ser um livro muito emocionante, e diria até triste, eu estou aprendendo a gostar de dramas, mas acho que ainda não estou na vibração certa para ler o livro, mas vou anotar a dica com carinho para ler mais para frente.

    ResponderExcluir
  25. Oi!
    Não conhecia o livro e a autora até ler a sua resenha e confesso que a trama não me atraiu muito, assim como a capa. Creio que não seria uma leitura que me agradasse, infelizmente.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  26. Olá!
    Não conhecia o livro e gostei da sua resenha,mas não fiquei muito interessada, pelo menos não leria por agora. Mas que bom que o livro te agradou e já está na listinha de favoritos.

    Beijos!
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Morgana, não conheço o livro, mas a maneira que você falou da obra já me deixou encantada.
    Doralice parece ser alguém que eu gostaria muito e fiquei muito curiosa para saber o que aconteceu com ela e seu desejo de ser livre.
    Espero muito ler.

    ResponderExcluir
  28. Oiii.
    Não conhecia esse livro nem a autora, mas depois de ve-la elogiando tanto fiquei bem curiosa para conhece-lo. Espero gostar dessa obra tanto quanto você gostou.
    Adorei o post, parabéns
    Bjs Mary :)
    http://leiturasdamary.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  29. Ola lindona a premissa em si não me chamou muita atenção, o fato de abordar fanatismo religioso com certeza vai me irritar, a capa está singela e bonita, mas no momento vou deixar passar a dica. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  30. Olá, tudo bem? Adorei a diagramação e as imagens dos livros, porém não me interessei muito apesar dos altos elogias.
    beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  31. Oi Morgs,
    Ainda não conhecia o livro, mas deve ser realmente encantador acompanhar Doralice e seus sentimentos. Fiquei curiosa sobre a grande questão, imaginei inúmeros desfecho pela sua resenha.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  32. Que linda amiga, que ótimo que gostou da leitura e que a autora interagiu com você também, adoro quando isso acontece, e sua resenha linda como sempre <3
    As fotos estão ficando uma graça heim amiga.
    Beijos

    ResponderExcluir
  33. Olá,

    Não conhecia a obra mas gostei muito das suas considerações, vou anotar a dica e espero ler em breve.

    Abraços
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  34. Oie
    que legal parece ser o livro, não me lembro se conhecia mas o enredo está bem chamativo, quem sabe eu não arrisque qualquer hora

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  35. Oie, tudo bem? Confesso que a premissa não me atraiu, mas a sua empolgação sim e com certeza vou dar uma chance ao livro.

    ResponderExcluir
  36. Interessante a resenha desse livro, uma leitura bem leve e que emociona, já gostei de Doralice. Bjs

    ResponderExcluir
  37. Morgana, que livro mais lindo! Adorei essa capa e gostei muito da Doralice! O livro já me ganhou pela personalidade dela e o fato de ter um circo na história já me deixou super empolgada pra ler.ótima resenha! Beijão

    ResponderExcluir
  38. Oi Morgs, sua linda, tudo bem?
    Que triste a vida dela, eu não si porque as pessoas se incomodam tanto com as ouras que não são iguais a elas. Porque uma pessoa que tem gostos diferentes do meu tem que ser esquisita? A vida se torna dura por conta dessas pessoas que só fazem magoar as outras, e o pior por nada. Estou torcendo pelo final feliz da personagem, parecer ser um lindo livros. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  39. Olá, tudo bem?
    Ahhh que bacana essa historia de descobrimentos, ainda mais qdo é novinha igual a Doralice.
    Fiquei curiosa pra saber os rumos que a protagonistas tomou.
    Eu pelo contrario nao gostei da capa nao, mas isso é gosto ne?
    Beijos!

    Livros e Sushi • Facebook InstagramTwitter

    ResponderExcluir
  40. Primeiramente preciso dizer, sua resenha está muito boa!
    Estou extremamente apaixonada por esse livro, já anotei na wishlist.
    Beijos

    blog-myselfhere.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  41. Não conhecia o livro e pelo enredo não o leria, mas seu ânimo na resenha me trouxe uma vontade de ler kkkk
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  42. Olá flor, não conhecia essa obra e gostei bastante da sua resenha.

    Abraços

    ResponderExcluir
  43. Oiii
    Gostei muito da premissa. Eu não conhecia o livro nem a autora. Mas gostei muito do fato de mostrar alguns problemas sociais. Da para sentir seus entusiasmo com o livro. Se eu tiver oportunidade lerei!
    Bjus

    ResponderExcluir
  44. Me vi na Dora!
    Sou tão fechada que quando preciso contar algo que está me matando por dentro eu acabo transformando em choro. Creio que isso é reflexo de um passado duro assim como o da personagem.

    Amei a resenha. Me arrancou choros e sorrisos.

    Beijos

    ResponderExcluir
  45. Olá Morgs!
    Adorei a resenha.
    Fiquei super curiosa quanto a essa leitura, e já adicionei na minha lista e desejados.

    Beijos
    http://aventurandosenoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  46. mulher tu contou a história quase toda kkkkk, me sinto sabendo a vida de doralice toda visse? kkkkkk eu gostei do enredo e gostei de doralice, me identifiquei um pouco com ela.

    ResponderExcluir
  47. Olá,
    Sua resenha explica bem como é a escrita do livro, ao menos foi o que deu pra entender, então realmente não é o tipo de livro pra mim. Mesmo assim gostei de como envolve os problemas sociais.

    http://euinsisto.com.br

    ResponderExcluir
  48. Oi,
    Não conhecia o livro e pela tua resenha, pude perceber que foi uma leitura bem forte e marcante, né? Mas ainda assim não fiquei tentada a ler o livro.
    Beijos

    ResponderExcluir

Segredos Literários | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2016 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS