01/03/2017

Maria Clara: A filha do Coronel - Virgilio Pedro Rigonatti


Título: Maria Clara - A filha do Coronel                                        Editora: Gente
Ano: 2016                                                                                                       Compre aqui: Loja Gente
Páginas: 192                                                                                                 Skoob
Autor: Virgilio Pedro Rigonatti
Exemplar cedido pela editora.

Sinopse: O coronel Lucas Vasco era considerado um homem bom. Protegia os amigos e os seguidores. Sua trajetória se confunde com a história da cidade de Arari, em Minas Gerais, que mantinha sob controle, usando, inclusive, de violência e intimidação. Além disso, usava seu poder político e econômico para ter as mulheres que desejasse. Dentre todas as amantes que ele mantinha, Maria Custodio era a preferida dele, e dessa relação nasceu Maria Clara.
O relacionamento dos dois foi mantido por alguns anos, ainda que ele nunca tenha dado atenção à filha ou sequer reconhecido a paternidade oficialmente. A menina, que sabia da situação, não se deixava abalar: o amor que recebia da mãe era suficiente.Foi assim que Maria Clara cresceu no pequeno povoado: saudável e feliz, apaixonada pelos estudos e sempre atenta à passagem da Maria Fumaça pela estrada de ferro Mogiana, a qual podia ver pela janela de sua casa.
E isso tudo é só o começo. Neste livro que mistura biografia e ficção, Virgilio Pedro Rigonatti conta a encantadora história de sua mãe Maria Clara, que sempre levou a vida de maneira inspiradora e positiva − e que merece ser contada a todo mundo.

Oiii gente, tudo bem?
Hoje é dia de trazer a resenha do livro que solicitei em parceria com a Editora Gente, estava ansiosíssima para ler esse livro desde que olhei o catálogo da editora, parecia envolvente e histórico, isso me atraiu.

Como podem ver, o nome da editora não aparece na capa, mas é de selo chamado Autoridade, nada mais que conhecer melhor a editora e se apaixonar por esse livro e seu enredo.


Coronel Lucas Vasco comandava a pequena e pacata cidade de Arari, ali nenhuma pessoa tinha voz, muito menos as mulheres, ele por si mandava em todos e contratavam seus serviços, uns para plantar, cuidar dos bois e as mulheres serviram apenas para cozinhar e cuidar da casa, se fizesse algo a mais era mal falada e não prestava para nada, nem para namorico.

"Aliás, ninguém tem culpa; a vida é assim, carregada de acertos e erros cometidos sem imaginar suas consequências, sem pensar que esses atos poderão fazer sofrer pessoas que amamos." Pág. 9

Oferecia dinheiro e algo em troca para que as mulheres lhe entregassem o corpo, de todas as maneiras que quisessem, a mulher que não aceitava era abusada, faria com força e ninguém o proibia ou reclamava, pois, o homem mandava e todos eram seus escravos, principalmente por Arari ser pequena e não ter outras condições e quando tinha, o coronel comprava todas as partes disponíveis.



Com isso, coronel conhecera uma mulher chamada Maria, que era sim como as outras, precisavam se vender para conseguir ao menos sobreviver e se alimentar, não tinha como trabalhar e então era o novo brinquedo do homem, que por si ficava a delirar pela mulher e seu corpo, a mimava e fazia todas as vontades, assim como todas, o tratamento era igual e nada fora do comum, só queria que as mulheres não espalhassem isso, queria fazer isso sozinho e com isso as calava com dinheiro, mesmo o povo sabendo de tudo.

"Ao cumprimentar alguém e ao perguntar "como vai", a resposta era que estava bem graças a Deus e ao santo de direção." Pág. 78

Depois de tantas idas e vindas na casa de Maria, coronel recebera a notícia de sua boca que seria pai, ele por si estava nervoso e pedira para que nada nem ninguém soubesse do acontecido, pagaria todas as despesas, independentemente da idade que a criança ficaria, seria como uma filha que receberia apenas dinheiro e não amor, como outras ali da cidadezinha recebiam.


Quando a criança nasceu, Maria resolvera colocar o nome de Maria Clara e até então recebia todo o apoio financeiro do coronel, a menina crescera sem pai e carinho de quem tinha tanta curiosidade de conhecer e saber de sua história, porque as suas coleguinhas tinham pai e ela não? Desde então, começou a sofrer com o preconceito.

"-Você tem de ter uma esposa submissa a você. Mulher é para cuidar dos afazeres de casa e dos filhos." Pág. 130

Quando cresceu se tornou uma mulher independente, não queria depender de nenhum homem como sua mãe um dia precisara por causa das despesas, à época tinha mudado um pouco e querendo ou não, ela era a única diferente na cidade, enfrentara preconceito e gratidão de tantas pessoas ao seu redor, alguém a apunhalava pelas costas, enquanto a maioria a admirava e tinha orgulho de ser sua amiga.


Maria Clara é um livro envolvente, realizei a leitura em pouquíssimos dias e fiquei imensamente feliz em receber a minha escolha, podemos perceber que a história se passa em séculos difíceis de ser convivido, o preconceito, a escravidão e usar a mulher como objeto era retratado com força, sem pudor. Já a Maria Clara, traz a força da mulher na sociedade, de poder interagir e decidir por si própria, não depender de nenhum homem para conseguir se alimentar e tomar decisões que tornaram a mudar todo seu trajeto de vida.
Ao terminarmos o livro, encontramos um pequeno texto esclarecendo de onde o autor tirou essa história, se fora apenas imaginação de sua cabeça, alguns irão dizer que pode ter sido, mas a história é real, vivida por algumas pessoas e precisava ser escrita para que ninguém nunca esquecera que tipo de mulher era Maria Clara, ela honrou todos.

A escrita de Virgilio é emocionante, tocante e peculiar em meus olhos, encontrei certa delicadeza em sua maneira de se expressar, um amor que se lia entre as linhas dessa obra. A edição está linda, quanto por fora e por dentro, as letras são meio pequenas, mas nada que chegue a atrapalhar toda a leitura, pois os capítulos são pequenos então pode ser lido em qualquer momento.
Uma obra com um tanto história e romântica, Virgilio não esquecera do romantismo e de detalhar como seria o recebimento da família do rapaz e como deveria ser o tratamento, de mostrar o que era realmente muito importante para que ela fosse aceita, até porque todos acreditavam que a “escolhida” deveria ser submissa.

Esse livro se tornou uma das minhas melhores leituras de 2017, creio que eu esteja iniciando o ano com todo, só li livro bom até hoje e espero que continue assim. Recomendo esse livro para quem gosta de ver a mulher se modificando e mostrando seu valor na sociedade e para quem gosta de ler um fato histórico encantador, aquele que dá vontade de querer mais.


Sobre o autor:
Nascido em 22 de março de 1948, na Vila Anastácio, bairro da cidade de São Paulo, Virgilio Pedro Rigonatti lança seu primeiro livro. Tem outros, já escritos, que deverão ser lançados em breve. Leitor voraz, mas só decidiu começar a escrever aos 60 anos, tendo sido, sempre, o contador oral das riquíssimas histórias de família. 

Espero que tenham gostado dessa resenha e até a próxima!

32 comentários:

  1. Oi Morgana, nossa fiquei muito interessada em ler esse livro! Parece ser incrível mesmo, anotada aqui a dica. Adoro histórias de mulheres fortes. bjos

    ResponderExcluir
  2. O livro me chamou atenção já pelo fato de a escrita do autor ser emocionante, tocante e peculiar. Eu gosto muito de peculiaridades. Pelo que percebi também, Marca Clara tem uma personalidade forte, é independente e toma suas próprias decisões. Para resumir acredito que esse livro tem tudo o que eu gostaria de ler então ovu deixar anotado aqui.

    beijinhos!

    ResponderExcluir
  3. Este livro me chamou a atenção pela capa e a sua resenha só me deixou com vontade de ler. Sabe quando pega-se um livro e vê que ele é diferente do que sempre se lê? Foi assim que me senti, ou talvez porque toque na situação mais do passado, que gosto de tempos remotos.

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.blogandolivros.com

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia a obra e a realidade desse povo e dessas mulheres, principalmente, não está muito longe do que acontece em pequenas cidades ainda provincianas. Gostei do livro, vou ler.

    ResponderExcluir
  5. Olá, fico contente que tenha gostado do livro, estava bem curiosa para ler uma resenha dele. Acho interessante essa mistura de fatos históricos com a ficção, além da temática do papel da mulher na sociedade.

    ResponderExcluir
  6. Olá Morg, adorei essa obra, já quero ler pra ontem...ainda mais que você gostou e falou tão bem.

    Abraços

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Não conhecia essa obra Morgs, e sua resenha me deixou bem impressionada com tamanha riqueza de detalhes e o melhor envolvendo o cenário nacional. Ver o desabrochar da mulher e ela se firmando na sociedade também me atrai bastante pra leitura.
    Uma coisa que me chamou a atenção foi a diagramação do livro achei belíssima.

    Beijos!

    Camila de Moraes.

    ResponderExcluir
  8. Oi, Morgana! Tudo bem? Que história fascinante! Acredito que o machismo ainda está presente nos dias atuais, mas ver assim de forma chocante e em um tempo em que a mulher era tratada ainda mais como objeto, faz a gente abrir mais a mente e refletir para o que ainda acontece à nossa volta.
    Beijos! Adorei a resenha! :*

    ResponderExcluir
  9. Olá Morgs, tudo bem?
    Menina que obra mais interessante! Adorei a resenha, confesso que não conhecia a obra, mas parece ser uma leitura cheia de aprendizado.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  10. Oi Morgs,não conhecia o livro e adorei sua resenha, pois apesar de ser um romance de época, o livro trabalha várias questões, muitas das quais vivenciamos nos dias de hoje.Maria Clara parece ser uma personagem incrível e pelos elogios a escrito do autor, vejo que é uma obra incrível. Quero ler!!! Bjs

    ResponderExcluir
  11. Que resenha maravilhosa! Eu estou com esse livro aqui há meses e ainda não consegui concluir a leitura. Gostei muito de conhecer a sua opinião sobre a obra e tenho certeza que eu vou gostar também.

    ResponderExcluir
  12. Olá Morgs, tudo bem?
    Owm que resenha linda parabéns. A obra me chamou muito a atenção. Pelas suas fotos deu para perceber que é uma edição linda também.
    Mais uma dica sua que eu com certeza vou acatar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Olá, Morgana!
    Foi me dando um ódio do coronel só pelo início da tua resenha. Mas a gente vai "perdoando" por causa do contexto histórico e tal.
    O livro merece uma chance pela narrativa e ainda é curtinho.
    Abraço

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Não conheci a obra, mas achei muito interessante, do tipo que parece que a gente vai tendo uns ataques de indignação durante a leitura, devido a forma como as mulheres são tratadas.
    Anotado com certeza!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Oi Morgana, tudo bem?
    Que livro instigante, uma história/biografia que o autor deve ter muito orgulho de ter escrito. Parece ser uma leitura que prende a atenção do início ao fim, principalmente por sua protagonista ter uma visão tão otimista. Dica anotada!
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Gosto demais de livro históricos com essa temática. Acho que esse século deve ter sido muito dificil para as mulheres, mas adoro ler histórias onde elas dão a volta por cima. esse livro parece ser maravilhoso.

    ResponderExcluir
  17. Que livro que me chamou atenção, não sei se foi pela resenha ou pela trama, mas gostei bastante dele. Aliás, nem se quer tinha ouvido falar dele.
    Vou procurar saber mais a respeito, mas antes de qualquer coisa, obrigada pela sugestão.

    ResponderExcluir
  18. Oiee Morgs ^^
    Esse livro não me é estranho, acho que eu já tinha lido uma resenha sobre ele antes. Estou bastante curiosa para lê-lo desde então, mas eu ando me esquecendo de anotar os títulos dos desejados ultimamente, então nem me lembrava dele...hehe' Fico feliz em saber que você gostou tanto do livro, e que a história (e o autor) conseguiram te emocionar.
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  19. Olá.
    Já tinha visto a capa do livro, mas essa é a primeira resenha que leio dele. Nem mesmo a sinopse eu tinha lido, mas não imaginava que o livro tinha uma premissa tão forte, curto muito livros assim e acho que essa é uma história que me agradaria muito. Adorei sua resenha, e dica anotada.

    ResponderExcluir
  20. Oi, tudo bem?
    Não conhecia o livro e não é algo que eu leria, mas percebi o quanto a obra te tocou, é tão bom quando isso acontece!
    Bjs

    ResponderExcluir
  21. Oi Moorgs, tudo bem??

    Ainda não conhecia esse livro, mas me interessou bastante, ainda mais depois de saber que se tratam de fatos reais, mesmo que seja difícil nos dias de hoje, acreditar em uma sociedade assim. Fiquei curioso para saber um pouco mais sobre o selo,

    Atenciosamente,

    Tiago Valente
    http://avidalida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  22. Nossa, Morgs, adorei essa dica! Adoro livros que abordem o papel da mulher na sociedade e ainda falam de escravidão. Sem contar que quando são leituras tocantes fica ainda melhor. Não conhecia o livro e gostei. Não sabia desse selo da Editora Gente. Bela dica.

    ResponderExcluir
  23. Olá, como vai?
    Eu gostei da história, Maria Clara eu amo esse nome.
    Eu vou anotar na minha lista para ler no futuro. E que pessoa horrível esse coronel em, e de pensar que existem homens assim que acham que são donos do mundo e das pessoas ao seu redor.
    Parabéns pela resenha.
    Beijo
    https://qadulta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Oie tudo bem?

    Ainda não conhecia o livro, mas me chamou a atenção pelo enredo bem construído, parece até que daria uma boa novela neh?

    Bjs jany

    www.leituraentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
  25. Ooi Morgs!
    O livro me chamou atenção já pelo fato de a escrita do autor ser emocionante,e a sua resenha só me deixou com vontade imensa de ler e me seu uma raiva desse coronel! estou louca pra ler!

    beijos

    ResponderExcluir
  26. Oi, eu não conhecia o autor e nem o livro, mas pela sua resenha achei achei muito interessante, gosto muito de histórias de época, saber sobre os costumes e tradições, e esse com uma mulher como a Maria Clara foi deve seu muito interessante. Valeu a dica! Bjs

    ResponderExcluir
  27. Oi
    A história parece ser realmente muito interessante. Gosto muito de romances com uma pecada mais histórica, porém não sei se leria essa.
    Bjus

    ResponderExcluir
  28. Gostei da sinopse e achei um livro bonito. Por ser nacional creio que eu vá tentar ler ainda esse ano e dar um força, mas não fiquei muuuito empolgada para ler.

    ResponderExcluir
  29. Me parece um enredo forte, quero ler. Ainda não conhecia a obra, mas fiquei fisgada pela sua resenha. Vou anotar o nome
    Beijos

    ResponderExcluir
  30. Olá
    Que obra interessante,muito boa a resenha,com certeza vou querer ler,já estou te seguindo também,adorei seu blog beijinhos.

    ResponderExcluir
  31. Oi.

    Essa capa me fez lembra das novelas de época que passa na Globo. Gostei do livro, tenho certeza que é uma leitura maravilhosa, por isso, já vou anotar a dica para ler depois. Vou no Skoob depois saber mais sobre a obra e já adicionar a estante.

    ResponderExcluir
  32. Acho bacana esses livros com história de tempos mais antigos mostrarem essas realidades, porque muita gente acha q nao existiu, acha que não existiu. Gostei da premissa do livro morgs, não sei se leria por agora mas fiquei curiosa.

    ResponderExcluir

Segredos Literários | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2016 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS