17/07/2017

Quando eu era invisível - Martin Pistorius


Título: Quando eu era invisível                    Editora: Astral Cultural
Ano: 2017                                                                 Compre aqui: Loja Astral Cultural
Páginas: 272                                                           Skoob
Autor: Martin Pistorius
Exemplar cedido pela editora.

Sinopse: Até aos 12 anos, Martin Pistorius era um menino igual aos outros, feliz e saudável. Ninguém nunca imaginaria que um dia ele fosse adoecer gravemente e que, em pouco tempo, pararia de andar e falar. Para os médicos, Martin tinha entrado em estado vegetativo. Porém, lentamente, Martin começou a recuperar a consciência e a perceber tudo o que acontecia ao seu redor. Preso em seu próprio corpo, ele era incapaz de mostrar isso para a sua família e àqueles que cuidavam dele. Depois de 12 anos de encarceramento, Martin conheceu Virna, uma terapeuta que viu além do corpo preso a uma cadeira de rodas e que apenas movia os olhos. Ela conseguiu enxergar um ser humano na plena posse das suas faculdades mentais. Este foi apenas o princípio de um extraordinário renascimento e o primeiro impulso para que Martin despertasse, gradualmente, para a vida. De um menino que dependia completamente dos outros, Martin Pistorius transformou-se em um homem independente, que se formou na faculdade, conseguiu um emprego e casou com o amor da sua vida. A vida de Martin é uma surpreendente história real de superação que vai mexer com todas as suas emoções. Você vai torcer, chorar e reconhecer nele uma inspiradora força de vontade para realizar o impossível.

Oiii gente, tudo bem?
Hoje é dia de trazer a resenha de um dos livros que mais me incentivaram a nunca desistir dos sonhos e mostrar que todos temos capacidade. Uma obra baseada em história real, sendo do autor.


Tudo estava normal, a família era extremamente feliz e nunca havia lhe passado pela cabeça dos pais que algo pudesse modificar, Martin com certa idade, na sua infância começou a mudar de uma maneira rápida e brusca, aos poucos, a cada dia estava sempre cansado para fazer qualquer atividade física, até essas mais comuns, seus pais no início acharam que era besteira, até que...

"Todos nós temos ideias fixas sobre os outros, mesmo que a verdade possar estar muito longe daquilo que nós achamos que vemos." Pág. 29
Não tinha mais ânimo e nem vontade de fazer nada, ficava todos os dias deitado e aos poucos foi perdendo a habilidade da fala, claro que estavam sempre a consultar os médicos, não é comum que esse fato teria acontecido, descobriram que Martin tinha uma doença no qual estava a cada dia terminando com a sua vida e causando dor, aquela dor que não passa e a tristeza de saber que sua infância fora destruída e que afinal não entendia porque estava a merecer isso.


Com a idade passando, seus pais perceberam que teriam de colocá-lo em uma clínica para que o cuidassem da maneira correta e assim fizessem atividades que em casa não sabiam o que poderia ser feito. Martin quando descobriu ficou eufórico no seu interior, mas não tinha como transmitir a sua tristeza e desespero, afinal ele não conseguia se movimentar ou expressar alguma atitude, e para os pais tudo estava nos seus conformes.

"Eu compreendo que as pessoas não me toquem com afeto porque isso as assusta." Pág. 61

Todas as pessoas que o cuidavam acreditavam que ele não tinha pensamentos, não conseguia sentir nada e que não tinha coração, acreditavam e o tratavam como se fosse um simples objeto jogado no canto, as vezes o mudavam de posição, mas normalmente o esqueciam ou faziam-no comer comidas ruins que o fariam virar o estômago, era tamanha crueldade que em muitos lugares são passados para os pacientes, aos que todos sabem, mas que são escondidos dos familiares.

" - A maioria das pessoas possui formas distintas de manifestar as suas emoções." Pág. 155
A partir disso, uma mulher lhe chamara atenção, que não o tratava como objeto, mas sim como ser humano que tinha vida e que precisava de ajuda, que sabia pensar, reagir a certos estímulos e até mesmo se encantar com a beleza da vida. Ela que aos olhos dele, parecia um anjo e que fora o impulso para saber que nem tudo estava perdido e que tinham uma vida a viver pela frente, principalmente, era capaz.


Quando eu era invisível é um livro emocionante que nos retrata a história de muitas pessoas que ficam/vivem em clinicas, os maus tratos é o principal efeito que fazem e a má alimentação, então cuidem com os familiares, examinem, cheguem de surpresa, sem aviso preciso prévio, vocês irão se surpreender.

Voltando novamente ao livro, Martin nos retrata uma história de superação e envolvimento com a vida, nos leva a ver que a vida é linda e que deve ser vivida, aproveitada ao máximo pois não sabemos o dia de amanhã.

É como se ele voltasse a viver e renascesse, afinal anteriormente a cada dia que passava era uma tortura e a vontade de não viver o dominava cada dia mais, aos poucos, a ajuda que recebera mostrou que podia ser capaz. Martin, é conhecido pelo seu livro e possui um site que traz uma grande referência.

A edição está linda, as folhas são amareladas e grossas na medida certa, a diagramação está apaixonante, em alguns momentos me vi enrolada diante de tantos fatos contados e me perdi na idade de Martin. Não tive dificuldade em ler e não encontrei nenhum erro ortográfico. Além do mais, em alguns pontos a escrita é envolvente, é uma linda história de superação.


Sobre o autor:
Martin Pistorius nasceu em Joanesburgo, África do Sul, em 1975. Aos 12 anos, uma doença desconhecida deixou-o de cadeira de rodas e impossibilitado de se comunicar. Por 14 anos, ele viveu em instituições que cuidam de pessoas com deficiências físicas e mentais. Em 2001, ele aprendeu a se comunicar através de um computador e, desde então, sua vida mudou radicalmente. Em 2008, ele conheceu o amor de sua vida, Joanna. Em 2009, eles se casaram, e após se mudar para a Inglaterra, ele fundou a sua empresa. Ele ama passar o tempo com os amigos e, acima de tudo, com sua esposa.



Espero que tenham gostado dessa resenha e até a próxima.

27 comentários:

  1. Olá!! :)

    Eu confesso que não conhecia ainda este livro ou o atuor. Mesmo que o tema não seja o que eu leia muito, também não e muito publicado, acho!

    Talvez venha a ler... Gostei do facto de o livro abordar os maus tratos e a ma alimentação que ocorre dentro das paredes dessas clinicas!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  2. Olá Morgs!
    Gostaria muito de ler este livro, me parece uma "depressão" com sequelas gravíssimas , sei lá, nosso cérebro é um mistério, mas que bom a susperação com tudo.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Olá.

    Não conhecia esse livro, mas amei poder saber um pouco dele aqui. A história parece ser bem bonita e de superação, mas infelizmente não gosto de livros desse tipo. A carga emocional que ele carrega é muito grande, daí é dificil pra mim ler livros assim. Mas fico feliz que vc tenha gostado! Amei sua resenha ♥

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem?
    Por coincidência estou lendo este livro e amando, estou na pagina cento e poucos e já me emocionei várias vezes.
    Fico feliz que tenha gostado, eu estou gostando muito.
    Bjos
    Vivi
    http://duaslivreiras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi tudo bem?
    Não conhecia o livro mas já leria ele apenas pela capa <3 Amo histórias com um bom drama familiar esse parece ser um livro bem emocionante, vou procurar para fazer a leitura.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Chega a ser até difícil de acreditar que isso realmente aconteceu!
    É a segunda resenha que leio sobre a obra e estou muito intrigada para fazer a leitura.
    Com certeza é um exemplo de perseverança e esperança! Adorei conhecer suas impressões sobre a obra que com certeza pretendo fazer a leitura assim que possível.
    Creio que a capa combina muito bem com a trama e a mensagem que ela deseja passar.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  7. Olá, adorei a resenha
    Parece aquele livro que eu choraria do começo ao fim, no meio da sua resenha eu senti a necessidade de ler esse livro, e já acrescentei na lista de livros. Adoro livros com temas tabus e que nos ensina uma lição de vida muito importante.. Adorei!! bjos

    https://meafogando-emlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Uma boa dica de leitura....fiquei curiosa ����

    ResponderExcluir
  9. Oi Morgs, eu já li duas resenhas desse livro e fiquei muito emocionada com a história contada, é muito triste e ao mesmo tempo é uma lição de vida ser aprendia a cada página.Ele está na minha lista de próximas compras e espero ler ainda esse ano. Bjs

    ResponderExcluir
  10. Oie, tudo bem?!?! Nossa estou espantada com a história!!
    Não conhecia a obra e nem fazia ideia da grandiosidade vida que ele teve.
    Me emocionei com sua resenha e a dica está mais que anotada!
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Oii!!

    Eu não conhecia esse livro, mas eu achei ótima a resenha. Não imaginaria esse enredo, histórias de superação são ótimas para nos motivar, né?
    Dica anotada!!

    Beijinhos,

    ResponderExcluir
  12. Olá Morgs!
    Que indicação maravilhosa. Ja viajei aqui com sua resenha. Fiquei morrendo de vontade de conhecer mais dessa obra. Amo essas histórias que contam o drama, mas que trazem também superação e nos levam a reflexão.
    Pretendo ler em breve.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  13. Oi, Morgana!
    Antes de mais nada, que capa linda mesmo, hein! <3 E a história, pela sua resenha, então, parece ser mais ainda, além de emocionante. É sempre bom pararmos um pouco para dar atenção à essas histórias mais introspectivas mas não menos valorosas, e que acabam servindo de exemplo para grandes lições ao leitor também. Triste pela doença que acometeu o autor e ainda pelo tempo que foi ignorado na clínica de cuidados, realmente muitas, nesses casos, tratam os pacientes como se fossem objetos, a família precisa mesmo ficar atenta à tudo. Mas bom saber que ele encontrou sua liberdade ao conhecer essa mulher e que hoje em dia, mesmo pelo computador, já consegue se comunicar. Por isso só já é um grande vencedor!
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional.blogspot.com.br ♥

    ResponderExcluir
  14. que história dolorida, e fico feliz que tenha superado e hj ele esteja bem...
    realmente, as condições em alguns locais são deprimentes, é um descaso total com pessoas que possuem limitações...
    bjs...

    ResponderExcluir
  15. Oi, Morg!

    Eu vi essas fotos no seu Instagram e lembro que achei a capa um super capão haha. Pela sinopse, imaginei totalmente outra história, mas sua resenha me fez perceber que eu adoraria ler. Me lembrou a desumanidade acontecida com a personagem de A redoma de vidro, mas com mais potencialidade. Tenho muito interesse em tratamentos mentais e, mesmo sabendo que seja provável que as partes negativas me aflija, fiquei com muita vontade de conhecer a narrativa, especialmente por ela parecer inspirada um pouco na vida pessoal do autor. Fiquei curiosa: ele escreveu esse livro através do computador? Ou será que ele recuperou alguma função motora/verbal? Fico imaginando o sofrimento dele :/

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Nossa, a capa desse livro logo me chamou atenção. Eu ainda não o conhecia, mas a sua resenha me mostrou uma obra emocionante e que parece ser intensa. Fiquei curiosa com a leitura.

    ResponderExcluir
  17. Oi Morgs! Deve ser uma história muito inspiradora e tocante. Recebemos cada relato de clínicas que mal dão atenção às pessoas de quem deveriam cuidar que nem me espanto com o que ele passou... Felizmente alguém conseguiu finalmente vê-lo como um ser humano com desejos, sentimentos e objetivos e assim ele pôde mudar sua vida.

    ResponderExcluir
  18. Olá, esse livro me pareceu bem interessante, a capa de ele é bem maravilhosa. Gosto de livros assim nos ensina a enxergar além, um ponto também importante é que ele mostra que não devemos desistir dos sonhos.

    ResponderExcluir
  19. Oi, Morgs! Caramba, que história! E ainda saber que é uma história real, que o autor viveu tudo isso... não só é motivador como também é muito dramático e sensível. Nos faz pensar nas pessoas que são "abandonadas" em estado vegetativo, deficientes, como eles são tratados como se fossem um estorvo. Realmente é algo a se refletir. Adorei a resenha.
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  20. Oie amore,

    Vamos falar primeiro dessa capa que está maravilinda!!!
    Lendo sua resenha confesso que fiquei ainda mais curiosa por essa leitura... muitooo curiosa, anotando a dica por aqui!


    Beijokas!

    ResponderExcluir
  21. Olá!

    Não o conhecia, mas achei bem interessante, já fiquei com dor no coração só de pensar nos maus tratos que ele sofrera. E qual o nome dessa doença que ele teve? É a porfiria? Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  22. Oi, tudo bem?
    Não sei se essa leitura me faria bem no momento, mas é um livro muito interessante!
    Bjs

    ResponderExcluir
  23. Oii!!
    Não conhecia o livro.
    E que livro maravilhoso, a capa está linda.
    Eu gosto muito de histórias de superação assim, e saber que é a história da vida do autor dá mais vontade de ler ainda.

    ResponderExcluir
  24. Olá, tudo bem??

    Essa é a primeira vez que vejo algo sobre o livro. Ainda não o conhecia, mas me pareceu ter uma premissa bem interessante. Vou ficar de olho no autor, vou também anotar o nome do livro para procurar mais pra frente.

    ResponderExcluir
  25. Oie
    ótimo saber que é uma história boa sobre superação, ás vezes é o que precisamos para nos inspirar e seguir em frente e nos sentir capaz, adorei a dica

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Olá!
    Eu ainda não conhecia essa obra, mas achei bem interessante abordar esse tema de clínicas porque realmente é algo que não vemos falar muito. Adorei poder conferir as suas considerações e fiquei bem curiosa com a trama, e espero poder realizar essa leitura também em breve.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  27. Nossa, esse livro parece bastante sensível, não conhecia e quero ler. Li sobre não desistir hoje. Rsrsrsrsrsrs

    ResponderExcluir

Segredos Literários | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2016 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS