24/09/2017

Autografia l Tua Vida em Mim


Oi gente, tudo bem?
Hoje é dia de conhecer mais um dos livros da parceira Autografia, fiquei muito feliz  pela história e projeto e eis que agora vou apresentá-los a vocês!

Em 2015, quando completou um ano da morte de Gino, Natália idealizou o projeto: Me Dá uma Notícia Boa? Na época, a jornalista distribuiu cartas coloridas pedindo à desconhecidos que contassem algo feliz a ela. A repercussão do projeto foi tão grande que as mensagens chegaram de vários Estados, onde os envelopes nem tinham circulado. Como eram compartilhadas na internet, por meio das hashtags #umanoticiaboa #tuavidaemmim, quem escrevia, também podia acompanhar, virando uma grande corrente do bem. Agora, em seu lançamento, ela irá distribuir sementes de girassóis.

Natália Sousa lança livro reunindo textos para amor que partiu.


Sinopse: A partida de um grande amor é um momento delicado e deixa para trás diversos sentimentos. Natália Sousa reuniu no livro Tua Vida em Mim seus belos e profundos textos que escreveu ao longo do tempo sobre seu amado Gino, que se foi aos 32 anos, vítima de um câncer silencioso. Na obra, Natália expõe de alma aberta como foi o processo da perda e fala dos lindos momentos que tiveram juntos. 
O livro contempla, além dos escritos, fotos e bilhetes do casal, o que emociona e aproxima ainda mais o leitor a cada página virada. A autora escreveu seus textos inicialmente em um blog, e agora o livro é uma homenagem ao amor de sua vida que se foi, onde ela compartilha seus medos, sua paixão e outras sensações que teve durante essa difícil situação. 
Apesar de tratar de um momento frágil na vida de Natália, a obra é delicada, tocante e tranquila. Tua Vida em Mim é um livro indicado para todos os públicos e vai invadir o coração de qualquer leitor. Passa toda a pureza de uma linda história de amor, que não tem fim mesmo depois da morte. Gino, através das linhas de Natália, agora está eternizado. 

Compre: AQUI

Jornalista que perdeu mãe e grande amor na primavera supera luto distribuindo flores

As sementes de girassol serão doadas durante o lançamento do livro Tua Vida em Mim que revela o caminho delicado e corajoso de uma mulher que aprendeu a transformar o mais profundo sofrimento em recomeço e poesia 

"A única forma de superar a morte é dar um novo significado a ela. É não permitir que tenha a última palavra. Doar as flores é a forma que eu encontrei. Eu enterrei o amor da minha vida no primeiro dia da primavera, e é impossível atravessar essa estação sem sentir essa tristeza. Mas há formas de olhar para isso. A flor só nasce quando rompe com a casca dura da semente. E é olhando para a minha história, pela sorte de ter vivido com eles, que eu posso atravessar o luto sentindo gratidão.  Eu espero que cada pessoa que pegar o livro e os girassóis nas mãos, sinta isso: se a gente não pode mudar as coisas, a gente pode mudar o nossos olhar para elas. É nesse enxergar diferente que a gente tem a chance de mudar e se alegrar com a existência – por mais dolorida que ela seja, às vezes".

No dia 22 de setembro de 2015, Natália Sousa recebeu uma das notícias mais difíceis de sua vida: o jornalista Gino José Bardelli Júnior, com quem namorava por quatro anos, morria de um câncer raro e silencioso aos 32. A morte era precoce, repentina e acontecia um ano depois da paulistana perder a mãe, Elizênia, aos 59. "Primeiro veio o choque, a negação; uma sensação de estar anestesiada, desconectada da realidade. Depois veio a dor: violenta, profunda e tão intensa que chegava a ser física. Me faltava o ar." Natália conta que precisou recorrer à escrita para lidar com os dias difíceis que seguiram. "O luto te deixa em uma posição de desconforto muitas vezes, por ser um tabu, por ser um assunto evitado, nem todo mundo consegue acolher seus sentimentos. Minhas saída, era escrever, porque no papel cabia tudo."

Trecho do livro: a incoerência da morte é que o amor não acaba com ela. É como se você estivesse escolhido uma estrada para caminhar acompanhado. O outro vai embora, mas ainda tem chão. E você continua, sozinho. E é uma solidão que não é ausência de amigos, de família, de gente querida. É a solidão de uma voz, de um cheiro, de um jeito, de uma mania. Solidão de uma história que era dois mas, de repente, te sobrou só.  Uma solidão que só acaba quando esse alguém volta. Ou você se cura. Ou você entende que nada é para sempre. Então agradece pelo que foi e, mesmo respeitando o vazio que insiste, continua, ainda que precise decidir isso todos os dias. Ainda que seja difícil fazer funcionar.

Em 2015, quando completou um ano da morte de Gino, Natália idealizou o projeto: Me Dá uma Notícia Boa? Na época, a jornalista distribuiu cartas coloridas pedindo à desconhecidos que contassem algo feliz a ela. "Valia tudo. Desde a descoberta de um novo sabor de sorvete até uma viagem gostosa" A intenção era atravessar o mês de setembro encontrando motivos para se alegrar. A repercussão do projeto foi tão grande que as mensagens chegaram de vários Estados, onde os envelopes nem tinham circulado. Como eram compartilhadas na internet, por meio das hashtags #umanoticiaboa #tuavidaemmim, quem escrevia, também podia acompanhar, virando uma grande corrente do bem. "Fiz pensando em me curar, mas muitas pessoas enlutadas me escreveram dizendo que tinham se sentido acolhidas por causa do projeto e pedindo para que eu dissesse como tinha conseguido superar. Foi aí que veio a ideia do livro".

Sobre a autora:
Natália Sousa é filha de Elizênia e Antônio. É também jornalista e autora do Tua Vida em Mim, projeto que nasceu na web para dar um novo significado à morte e pedir boas notícias a desconhecidos. 








Espero que tenham gostado dessa divulgação e até a próxima!

22 comentários:

  1. Oi Morgs, nossa, que lindo! Não sabia desta história. Cada um passa por perdas importantes de formas bem diferente né?
    Bjs, rose

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Oi Morgana
    Tudo bom?
    Gostei muito da dica que legal a história de vida dessa moça ela conseguiu transformar algo tão doloroso em algo que pode ajudar outras pessoas. Não sabia mas super incentivo à iniciativa com certeza. Adorei a dica
    Beijo
    Raquel machado
    Leitura kriativa
    Http://leiturakriativa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Nossa. Triste e ao mesmo tempo lindo <3
    Amei saber dessa livro, até hoje não conhecia <3
    Beijos
    https://subsolodamente15.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem? Caramba, esse livro parece ser lindo, mas ao mesmo tempo muito triste... Fiquei curiosa para ler!

    ResponderExcluir
  6. Ai, amiga, estou tão curiosa com esse livro. Achei o projeto dela tão lindo. Achei incrível a maneira como superou a dor e criou esse projeto maravilhoso.

    ResponderExcluir
  7. Oiii,

    Morgs que maneira bacana de superar a perda de alguém tão especial... imagina a força dessa mulher??
    Já deixei a dica anotada, para comprar mês que vem1

    Beijinnhos

    ResponderExcluir
  8. Acho a história desse projeto linda, uma bela forma de lidar com a perda de alguém que amamos.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  9. Olá Morgs!
    Que lindo esse projeto, apesar de ter sido oriundo de um momento trágico é bom ver a superação através de atos tão simples mas carregados de sentimentos.
    Por mais histórias assim!
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  10. Oi Morgs,
    Que livro lindo, que projeto lindo, que amor mais lindo.
    Fiquei encantada com a garra da autora, com a sensibilidade do projeto e com a movimentação que teve o projeto.
    Triste saber o que a motivou, mas feliz por saber que a motivação serviu como arte, como apoio para que ela não caísse, e para incentivar muitos a serem como ela
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Você acredita que eu me emocionei só lendo essa resenha?
    É um livro lindo, uma história tão triste quanto bela e comovente.
    Estou encantada por esse projeto!
    Amei a frase: "a incoerência da morte é que o amor não acaba com ela"
    Preciso desse livro pra ontem!
    Esse título acabou comigo. Essa capa então???
    Tudo tão maravilhoso!...
    Gratidão pela sugestão!
    Amei!

    Eliziane Dias

    ResponderExcluir
  12. Oi Morgs!
    Que encanto!
    Com certeza a leitura vai ser bem reflexiva e emocionante visto pelo que li.
    Parabéns!
    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Oi tudo bem?
    Nossa que livro lindo e emocionante! Passamos por perdas importantes na nossa vida e achei muito lindo a autora conseguir transformar toda essa dor que ela passou em um livro.

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Que livro mais lindo! A autora encontrou uma forma positiva de passar pelo luto, coisa que poucas pessoas conseguem. Fiquei admirada com a sua história e com certeza vou procurar saber mais.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura | Facebook | Instagram

    ResponderExcluir
  15. Oiie

    Que história tocante!!! Sei bem como é a dor do luto e fico feliz (e acredito que seu namorado e mãe também estejam) por ela estar sendo capaz de se reeguer e mais, fazendo projetos lindos como essas cartas ou até mesmo um livro. Afinal, uma obra pode ajudar muitas pessoas!

    Espero que seja um sucesso!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Ei Morgs,
    Nunca tinha ouvido falar do projeto e nem da autora. Simplesmente adorei a ideia dela e a forma como ela encarou essas perdas. O livro me parece ser lindo, cheio de energias boas e de lembranças também. Vou anotar a dica.
    Beijos
    Blog Relicário de Papel

    ResponderExcluir
  17. Olá linda,

    Maravilhosa essa forma de superar o luto, distribuindo amores - flores - para aqueles que ainda permanecem entre os vivos e lutam diariamente para conquistar suas felicidades e possíveis amores.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Oi, Morgs? Que dica maravilhosa!
    Fiquei tão emocionada com esse projeto da autora que tu nem imagina! Quando fala em superar perdas na vida já me enchem os olhos d'água, primeiro de tristeza, mas de alegria em ver que ela fez uma coisa linda dessa. Vou querer ler ! Beijos 😘

    ResponderExcluir
  19. Olá!

    Lindo e triste ao mesmo tempo, que bom que a Natalia conseguiu se sobressair a tanta dor de maneira tão graciosa! Quero o livro pra ontem!!!

    ResponderExcluir
  20. Oie
    parece ser um livro para lá de inspirador só por vermos um pouco sobre a autora, eu adorei a ideia e o que li por aqui, já quero para ontem e desejo muuuuuuito sucesso a autora pois parece bem merecido

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Oie amore,

    Não conhecia o livro, mas estou de olho nele já, que capa mais fofa.
    Parece bem intenso, já curti ^.^

    Beijokas!

    ResponderExcluir
  22. Morgs, eu não conhecia a obra e tão pouco o projeto.
    Mas fiquei encantada.
    Que ideia bonita e simples para tentar melhorar a dor que estava sentindo.

    ResponderExcluir

Nome do blog | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2016 | POR:
NOS VISITEVIRANDO AMOR