, , , ,

A Cor das Almas - Neide Rosenscheg


Título: A Cor das Almas                                        Editora: Autografia
Ano: 2017                                                                     Compre aqui: Loja Autografia
Páginas: 338                                                                Skoob
Autora: Neide Rosenscheg
Exemplar cedido pela editora.

Sinopse: A Cor das Almas relata uma estória fictícia de amor vivida numa época onde a cor da pele era motivo para não poder amar. Acontece na região norte de Santa Catarina, dentro do contexto histórico e cultural de descendentes de imigrantes alemães na região. Várias personagens fazem parte do enredo, enriquecendo a trama que se desenrola através das décadas e, as unindo, todo um mistério que é revelado aos poucos, fomentando a curiosidade do leitor.


Oiii gente tudo bem?
Hoje é dia de trazer a resenha de outro livro que recebi em parceria com a autografia, não esperava que a obra fosse me emocionar tanto e até me fazer chorar, são realidades que a vida traz à tona, para todos que ali estão expostos.


A Cor das Almas é aquele livro que nos impõe a verdade que desde anos passados era escancarado o preconceito, só que naquela época tudo era pior, as pessoas machucavam, fugiam e proibiam tudo que fosse a favor do racismo, algo inacreditável.

"Precisava da natureza, amava aquela exuberância e não se via disposto a dormir, enquanto tudo na natureza acordava. Saiu em busca de um sossego que encontrava consigo mesmo, debaixo de alguma árvore." Pág. 39

A história se passa na região norte de Santa Catarina, Porto União. Onde havia a imigração dos alemães e mais adiante um povoado com pessoas de outra descendência, diante disso, o cenário é encantador, cheio de araucárias e um rio belo, onde desde pequenos se banhavam e era a diversão da grande família.

"O pudor jamais permitiu qualquer palavra a respeito de amor, tampouco o amor era tema nos bares rigorosos e repletos de tabus onde viviam aqueles dois apaixonados." Pág. 72

Wilma desde nova sempre fora a menininha da casa e a mais peculiar, tinha diversos irmãos e desde então todos ali a acolhiam independentemente da situação, crescera e se tornara uma mulher bela e apaixonante, com seu jeitinho de ser, única. Por outro lado, conhecemos seu pai.

"O inverno sempre trazia lembranças aos velhos, especialmente, os dias de chuva e frio." Pág. 126

Aquele que era um homem trabalhador que queria criar seus filhos com tamanha educação e aprendizado. Mas, algo o corrompia sempre que via uma pessoa de outra cor de pele, era o preconceito agindo e lhe levando a falar para seus queridos filhos que não queria que os visse andando com aquele tipo de gente.


"A vida não era uma ideologia, mas para viver, era preciso manter uma que valesse a pena." Pág. 154

As crianças com medo, assentiram apenas o que seu pai havia tido e desde então brincavam entre si, não era apenas seu pai, sua mãe também tivera certo desdém por aquelas pessoas, até que um dia... os encontrara para brincar no rio, alegremente e saltitante por fazerem novos amigos. Sua mãe de cara, espantou as crianças e os fez prometer que nunca mais brincariam com eles.


Longos anos se passaram e ninguém esperava o que aconteceu, o rapaz se apaixonara pela menina de outra família, aquela que todos magoavam e negavam pela sua cor, foram embora e assim deixaram-na sofrendo com aquele nenê, o pai da moça não poderia imaginar de quem era o filho, de tamanho desgosto e agora levo a perguntar para vocês. Será que um amor poderá superar um preconceito de anos?

"Houve dias em que desejou não mais abrir os olhos. Deles, nada surgia, eram faróis apagados. Transfigurava-se num ser sem função e, pela melancolia, se tornava detida." Pág. 306

Eis que lhe deixo com apenas isso e abaixo minha sincera opinião, além de abordar o preconceito, a autora Neide, procura detalhar sobre a cultura que vivenciavam e como se alimentavam, plantavam, afinal eram anos atrás e tudo era diferente. Um livro cheio de detalhes.


É uma leitura extremamente apaixonante e forte, não via a hora de terminar e ao mesmo tempo não queria que acabasse diante dos apertos que sentia em meu coração, fiquei comovida de como o preconceito desde aquela época era forte e movia montanhas para prejudicar uma outra pessoa, e isso mesmo, vocês leram sobre isso no livro de uma maneira escancarada.

A edição está apaixonante e sei que ficará apaixonante em minha estante, adorei ter tido a oportunidade de ler e saber que Neide não mora tão longe de mim, seria encantador conhecer um lugar como Porto União, cheio da natureza a minha espera. 

Senti-me completamente envolvida na história e comovida diante das atrocidades, é como se meu coração tivesse se partido ao meio diante de alguns capítulos e até do que acontecera com os personagens principais.

Recomendo esse livro para quem gosta de uma cultura histórica alemã, romance e sobre racismo.

Sobre a autora: 
Catarinense, natural de Porto União, Neide Barth Rosenscheg é filha de lavradores rurais. Apaixonada pela literatura desde a infância, época em que escreveu livros infantis, na juventude desenvolveu alguns romances manuscritos. Graduou-se em Letras Português/Inglês e especializou-se em Literatura Brasileira. Participou de uma antologia poética. Seu primeiro romance é Vidas de vidro. Escreve romances, poesias, contos e crônicas.

Espero que tenham gostado dessa resenha e até a próxima.
Share:

26 comentários:

  1. Oi, Morgs!

    Já tinha lido sobre esse livro e desde então ele está na minha lista de desejados, apesar de saber que vai quebrar o meu coração em mil pedaços por conta do racismo. Sua resenha só renovou o que eu já pensava do livro. Espero poder ler logo.

    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Nossa que amor sua resenha meu bem, parabéns pelo trabalho, eu adorei conferir mais uma resenha sua obvio, e poder ver como ela lhe agradou.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Esse livro está na minha lista de desejos. A algum tempo li algumas resenhas sobre ele e simplesmente me apaixonei por tudo que me era exposto. Com sua resenha reforço esse desejo e espero ler em breve.

    Beijos
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Não conhecia o livro, mas só de ler a sinopse e sua resenha como um todo, fiquei com muita vontade de ler!
    Bjs

    Fernanda Reads <3

    ResponderExcluir
  5. O tem proposto no livro é de interesse certamente. Já li muita coisa sobre Cultura alemã, racismo, entre outros.
    Não conhecia esse livro em si.

    Valeu a dica.
    Beijos.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  6. Oi, Morgs.
    Fiquei encantada com a sua resenha!
    O livro parece ser maravilhoso! Já anotei a dica!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  7. Ola
    Já vi esse livro,embora não o tenha lido, me foi indicado tambem (e muito bem indicado),estou esperando a oportunidade para poder ler.
    Fora que o livro esteticamente é muito fofo.
    Adorei sua resenha.
    Bjus

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem?
    Sempre que o textou ou livro aborda racismo, eu fico interessada em ler. Esse tema chama muito minha atenção. E saber que você ficou emocionada me deixou ainda mais curiosa.
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  9. Olá! Gostei bastante da sua resenha e da indicação do livro. Parece ser uma leitura bem rica e emocionante. Obrigada pela dica!

    Beijos,
    Conta-se um Livro

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Quando uma leitura traz temas fortes e bem desenvolvidos já ganham pontos comigo. Me agrada saber a qualidade da trama que se mantem ao longo do livro.
    Me agradaria a leitura com certeza. E essa capa é bem linda!
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  11. Hey, Morgs, chuchuzinha!

    Que resenha mais linda!
    Eu adoro livros com essa temática e fiquei muito envolvida pela sua resenha.
    Tenho certeza de que é uma história linda!
    Espero ter a chance de ler esse livro, pois agora eu quero muito!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Oi, Morgs! Tudo bem?
    Eu ainda não conhecia esse livro, mas de cara já fiquei encantada com a capa. Lendo sua resenha, acredito que deva ser uma leitura interessante, apesar de muito forte.
    Fico feliz que você tenha gostado da leitura e adorei conferir sua resenha.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Oi Morgs,
    Não conhecia a obra e a autora, mas achei a capa e premissa lindas, me lembrou aquele livro da record, o ódio que você semeia, que também trata sobre racismo e que já esta na minha lista. Amei a resenha e já anotei a dica.

    Bjs

    ResponderExcluir
  14. oi, Morgs... achei interessante a proposta do livro, fiquei curiosa com a ambientação tb... essa capa é um belo atrativo ^^
    dica anotada... bjs
    ...

    ResponderExcluir
  15. Oi Morgana, não conhecia o livro, gostei muito da sua resenha, gosto da temática e você escreveu sobre a obra de forma tão apaixonada que despertou o meu interesse.
    beijoos

    ResponderExcluir
  16. Eu não conhecia a obra e infelizmente a capa não me chamou muito a atenção ): Mas a história me parece cativante demais, é um tema de meu interesse então certamente irei salvar seu post para procurar a obra futuramente.

    ResponderExcluir
  17. Que interessante!
    A capa parece de um quadrinho! rs
    Achei o enredo bem interessante. E sua resenha, sem comentários, está ótima!!!
    Dica super anotada!!

    Beijinhos!

    #Ana Souza
    https://literakaos.wordpress.com

    ResponderExcluir
  18. Oi, tudo bem Morgana!
    Não conhecia, mas vendo que é nacional e de uma cidade que não fica tão longe assim de Curitiba, já me interessei! Que capa mais linda desse livro! Amei! A sinopse é interessante, mas foi sua resenha que me deixou curiosa para conhecer e ler!
    Obrigada pela dica e parabéns pela resenha!
    http://colecionandoromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Olá
    Eu não conhecia essa obra até o momento, mas pelo o que pude ver em sua postagem; eu não achei o livro muito atrativo para mim, pois não sou chegado muito a esse gênero literário rsrs. Em conta partida achei a capa muito linda. Adorei poder conferir suase opiniões, mas hoje eu irei pular ela rsrs até mais ver
    Bjs

    ResponderExcluir
  20. Oi, Morgana, tudo bem? Acho que já li uma resenha desse livro e, por falar de racismo, me interessou. Apesar de esse não ser o meu lugar de fala, eu gosto muito de consumir conteúdos sobre o assunto, porque acho importante entender que a minha realidade não é única.
    Com certeza, é uma leitura que vou procurar fazer esse ano ^^

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Olá,
    Gostei do tema do livro, mas ainda assim não sei se leria porque parece ser tão sofrida a história. Não curti tanto a capa.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
  22. Oii
    Como é bom quando um livro envolve a gente né?! Gosto muito de livros fortes, pois me faz refletir!
    Bjus

    ResponderExcluir
  23. Oie amore,

    Que capa diferente e instigante.
    Esse título também me deixou curiosa por aqui!
    Uma delícia quando um livro nos emociona tanto assim né.
    Tô curiosa pra ler esse já, dica anotada por aqui!

    Beijokas!!!
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  24. Oi, Morgs!
    Gostei da sua resenha e fiquei interessa nesse livro.
    Esse livro me lembrou muito um livro que li faz um tempinho: Kindred. Já leu? O livro tem uma história incrível!
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  25. Minha querida Morgs, desde já se considere convidada a vir conhecer Porto União! Fiquei imensamente feliz e grata por sua opinião sobre meu livro. Pessoas como você fazem nossos livros serem conhecidos e valorizados, afinal, a época que vivemos precisa instigar mais a leitura de bons temas. Sou apenas mais uma autora nacional, mas que escreve com muita esperança de tocar profundamente cada um que ler o que escrevo, porque é feito com muito amor! Beijos querida!

    ResponderExcluir
  26. Olá Neide, que trabalho lindo de resenha.
    O conteúdo de sua obra é maravilhoso.
    Continue neste caminho do sucesso, Neide!
    Beijos!

    ResponderExcluir