27/03/2018

O Pesadelo do Príncipe - Leonardo Henrique Galvão


Título: O Pesadelo do Príncipe                                                                                     Editora: 4Letras
Ano: 2016                                                                                                                                 Skoob
Páginas: 172                                             
Autor: Leonardo Henrique Galvão
Exemplar cedido pela editora.

Sinopse: No carnaval de 1916, o transatlântico espanhol “Príncipe de Astúrias” bateu em um rochedo na Ponta da Pirabura, na costa de Ilhabela, naufragando, causando a morte de mais de mil pessoas, quando fazia sua sexta viagem da Espanha à América do Sul. Este é considerado um dos maiores naufrágios do mundo, comparado ao famoso navio Titanic. Até hoje, as causas desse acidente não foram totalmente explicadas.
Neste romance, com pano de fundo neste trágico acidente, o autor nos leva a bordo desta que fora sua última viagem. Como expectadores, temos a oportunidade de acompanhar tudo que aconteceu, em primeira mão, temos todos os detalhes, um privilégio graças à narrativa inteligente e envolvente empregada.
Todos os mistérios têm seu véu retirado. Segure-se, porque a emoção é inevitável.

Oii gente, tudo bem?
Hoje é dia de trazer a resenha do livro do meu querido autor Leonardo, que sempre conseguiu me cativar com seus livros sobre piratas e agora mais uma vez, tenho a oportunidade de ler suas obras e contar tudinho para vocês o que achei!



O Pesadelo do Príncipe traz a história sobre o acidente que aconteceu no carnaval de 1916, no transatlântico, o navio espanhol era Príncipe de Astúrias onde era famoso e desejado por todos os navegadores e tripulantes, onde batera em uma rochedo na Ponta da Pirabura e com esse cenário o autor nos presenteia com esse livro, sendo mais um dos naufrágios do mundo, sendo comparado até com o Titanic.

"Mas agora estava em paz, não havia mais nenhuma voz em sua cabeça." Pág. 19

Então embarcaremos na última viagem que a Príncipe de Astúrias fará com seus tripulantes. Todos estavam ansiosos para embarcarem, mas como antes, sempre é necessário que haja uma vistoria e que os caixotes e baús sejam arrumados em seus devidos lugares, neste mesmo instante encontraram um homem que estava a vasculhar no local, desde então o suspense, mistério e terror se iniciam.


Todos voltaram a estar ansiosos e no dia 17 de fevereiro em 1916, seria o momento da embarcação, Romero que sempre era um homem forte ao ver de todos, não era tão amigável e sempre tinha a barba para fazer, já havia chegado e fora cedo com a expectativa e até mesmo curiosidade para saber como tudo iria acontecer, tinha também Lotinha, no qual era o comandante da navegação, experiente e dedicado a chamar a atenção de uma certa moça.

"Havia alguma coisa errada. Talvez no meio daquelas pessoas estivesse alguém importante, alguém que não podia ser visto." Pág. 64

Sara, a mulher mais bonita da navegação e que era conhecida de anos por Lotinha, principalmente por seus pais, que a deixaram em suas mãos para que chegasse a salvo na Argentina, Lotinha se sentira emocionado e conquistador, sabia que poderia contar com a inteligência da moça para qualquer situação, mas o mesmo não esperava que as coisas mudassem de figura.


Romero e Sara se conheceram, desde o primeiro contato ela o achara rude pelo seu jeito de ser, sem se importar. Por outro lado, ele só ficava a vigiar a moça e a achando a mais bela. O que todos não sabiam é que Romero estava ali para outro missão, não como havia tido no começo. Mas sim, escancarar e descobrir a verdade.

"Homens como você precisam de mim para ser alguém." Pág. 143

Conhecemos então a verdade história do navio, aquela que era escondida em um fundinho, que trazia medo, assombrações e até mesmo surpresas, será o momento do leitor tomar fôlego e coragem para enfrentar o que o espera, diante de todo o suspense e questões sobrenaturais que o autor aborda, embarque nesse viagem, a última do Príncipe das Astúrias.


Mais uma vez o autor Leonardo consegue tirar meu fôlego, sou completamente apaixonada por livros de navios, aventuras ao mar e essa foi uma experiência maravilhosa, no qual me senti presa em todos os capítulos possíveis e não via a hora de saber o final e como seria, depois de tantas revelações.

A escrita do autor é fascinante em todos os aspectos, até quando se fala de um romancezinho igual teve entre Romero e Sara, ficava na expectativa, mas o autor sempre trazia um suspense em relação a história do navio e me incentivava, acabei lendo mais rápido que o normal.

A edição também está de parabéns, a editora 4Letras sempre nos presenteia com uma obra linda e fabulosa, cheia de ilustrações e com as folhas grossas, impossível não se sentir apaixonado a cada virada de página.

Recomendo esse livro para quem gosta de um bom livro aventureiro, aventura em pleno mar e cheio de mistério, suspense e aquele terror, para nos deixar com a pulga atrás da orelha.

Sobre o autor:
Leonardo Henrique Galvão é professor e pesquisador formado em Geografa, fascinado por História Marítima e Cultura dos Piratas. Navegador, Mergulhador e Amante do Mar.







Espero que tenha gostado dessa resenha e até a próxima!

Um comentário:

  1. Fico muito feliz que tenha gostado do livro e dessa emocionante aventura a bordo do Príncipe de Astúrias!!!

    Adorei a resenha e as fotos!!!

    Grande abraço e bons ventos!!!

    ResponderExcluir

Segredos Literários | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2016 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS