, , , ,

O Portal de Hades - Eduarda Bringmann


Título: O Portal de Hades                                                      Editora: Penalux
Ano: 2017                                                                                       Compre aqui: Loja Editora Penalux
Páginas: 142                                                                                  Skoob
Autora: Eduarda Bringmann
Exemplar cedido pela editora.

Sinopse: Ao procurar a irmã que fugiu do lar abusivo, Emma, uma jovem estudante de Budapeste, se depara com uma misteriosa casa que guarda segredos obscuros, e até mesmo demoníacos. Em meio ao misto de dor e desespero, ela acaba abrindo os seis portais do inferno.

Oii, gente, tudo bem?
Hoje é dia de trazer a resenha do livro que recebi em parceria com a Editora Penalux, estava ansiosa para ler esse livro diante de ser da Eduarda, uma das pessoas mais amáveis que tive a honra de conhecer pelo facebook e também por ser gaúcha, uma lindeza de pessoa!


Emma sempre fora uma menina mais quieta e que não tagarelava tanto quanto as suas irmãs, Clara e Lucy, que tinham uma harmonia e união sem igual, as duas eram grudadas e por mais que Emma e Lucy fossem mais novas que Clara, ela sempre a contava suas opiniões e sentimentos até mesmo sendo de garotos, as duas apenas ouviam silenciosamente por não terem o que comentar, apenas ouvir.

"Você só conhece o limite se você ultrapassá-lo, porque eles querem que você sinta a dor e a conheça." Pág. 27


Porém, naquela casa tudo deveria ser de acordo com as ordens da mãe e de seu padrasto, as meninas recebiam tudo, mas ao mesmo tempo, quando faziam algo errado ou mesmo sem perceber, apanhavam com gosto de seu padrasto, que deixara marcas eternas e traumas inesquecíveis em cada uma, principalmente, em Clara.


Até que algo crucial de triste acontecera naquela casa, por mais que errar e agir de tal modo com convicção que a punição viria a cavalo, Clara não se deteve e ali tudo começara a ser pior, para as meninas também. Emma não sabia o que fazer diante de tanta crueldade que ali encontrara e via ela sofrendo, seria a hora de procurar uma ajuda especial.

"A minha fé agora é inegável e já não sei mais em quem posso confiar." Pág. 75
A ajuda de certo modo e fato viria de uma maneira diferente e ao mesmo tempo crucial, ao entrar não teria volta e muito menos arrependimentos, seria o real momento para conhecer O Portal de Hades, aquele que sempre “salvava” as pessoas com certas recompensas que lhe seriam ofertadas e propostas. Será que conseguiria se salvar ou conheceria o verdadeiro mal e sabia que o mal não tem mais volta? É com isso que termino essa resenha de arrepiar até o último fio da nuca.


Aquele livro que mata o leitor do coração, que desmorona um turbilhão de sentimentos! Eis que apresento à vocês isso tudo nessa obra da Eduarda. Fazia tempo que não lia nada do gênero e que não me sentia tão motivada a querer mais, agora como achar algo tão peculiar? EDUARDA, QUERO MAIS!

Em alguns momentos, vi-me tão absurdamente dentro da história, que como prefiro ler de madrugada, quando dava um barulho na sala, acreditava que seria aquele que ali é nomeado e chamado, fiquei com o coração na boca e pensando seriamente em ler durante o dia! HAHAHAHA Essa gauchinha ganhou meu coração com sua delicadeza e sua acidez no mais real e sentimento de saber o que o personagem está passando.

Sobre a autora:
Eduarda Bringmann nasceu em Santa Cruz do Sul, RS. Estudante de colégio público, sempre possuiu amor pela leitura e escrita. Publicou seu primeiro livro, Contos Enigmáticos (2015), com apenas dezesseis anos.




Espero que tenham gostado dessa resenha e até a próxima!
Share:

Nenhum comentário:

Postar um comentário